Prova 2tÉcnicas de armazenagem

INFO
STADISTICS
RECORDS
Title of test:
Prova 2tÉcnicas de armazenagem

Description:
CAP 2, 3, 4

Author:
AVATAR
APL2- 205/204 e 201
(Other tests from this author)


Creation Date:
08/08/2017

Category:
Others
Click 'LIKE' to follow the bests test of daypo at facebook
Last comments:
No comments about this test.
Make a comment?
Login at daypo to comment the test.
Content:
O material necessário as diversas atividades da marinha, na paz ou na guerra, deve chegar a seus utilizadores em condições de ser empregado imediatamente. VERDADEIRO FALSO.
Vantagens oferecidas pelos métodos de preservação e embalagem: Envolvimento de menos pessoal pra o transporte Fornecer proteção eficiente Assegurar longo tempo de vida e a sua disponibilidade para uso Facilitar recebimento, estocagem movimentação, transporte e o fornecimento Fornecimento de quantidade pedida pelo usuários.
A ESCOLHA DO MÉTODO ADEQUADO BASEAR SE NO CONHECIMENTO DE ALGUNS FATORES, INDIQUE QUAIS: (4) CARACTERÍSTICAS DO MATERIAL ARMAZENAGEM MANUSEIO CONDIÇÕES DE TRANSPORTE VALOR DA CARGA CUSTO DO TRANSPORTE.
Qual o termo se refere a aplicação ou uso de medidas protetoras adequadas para evitar deterioração. preservação empacotamento ou acondicionamento limpeza Guarda.
Qual termo, se refere a ação de acondicionar o item (já embalado individualmente) em um recipiente externo, para sua proteção, durante a movimentação, contra os perigos mecânicos e as ameaças climáticas preservação empacotamento limpeza Guarda.
É basicamente, um envólucro ou recipiente destinado a acondicionar mercadorias ou objetos capsula do tempo embalagem almofada Bolsa do gato.
QUAL DAS OPÇÕES NÃO E UMA FINALIDADE DA EMBALAGEM? GARANTIR A INTEGRIDADE MORAL DO ITEM Proteger Facilitar o transporte e Permitir o armazenamento.
As embalagens individuais podem ser abertas na ocasião da verifição dos itens. falso verdadeiro.
é o recipiente que esta mais perto do produto, ex potes , garrafas. Embalagem primaria Embalagem secundária Embalagem industrial Embalagem de transporte .
é o conjunto de acessórios que se soma a embalagem primaria, ex cartuchos, tampas. Embalagem primaria Embalagem secundária Embalagem industrial Embalagem de transporte .
O conjunto de embalagem primaria e secundária é conhecido por embalagem de consumo industrial transporte uso.
é o dispositivo de acondicionamento usado dentro das industrias para transporte e estocagem de matérias em processo ou produto finais. Embalagem primaria Embalagem secundária Embalagem industrial Embalagem de transporte .
é o acondicionamento típico de proteção do produto, ex caixa de madeira, papelão e etc. Embalagem primaria Embalagem secundária Embalagem industrial Embalagem de transporte .
Os principais fatores a considerar na escolha do método de preservação, embalagem e do tipo de empacotamento a ser empregado são: Proteção custo manuseio corrosão trensporte.
é a união do oxigenio com o ferro ou com o aço, produzindo a oxidação. conhecido também como ferrugem. Proteção corrosão erosão compensasão.
a aplicação de um preservativo inadequado pode inutilizar por completo o meterial. verdadeiro falso.
Operações compreendidas na preservação e embalagem: (6) Limpeza marcação embalagem (individual) empacotamento preservação secagem identificação manuseio.
A limpeza dos itens, antes de aplicar o método de preservação, é essecial verdadeiro falso.
O ar comprimido empregado para a secagem deve estar completamente livre da umidade, de óleo ou de qualquer impureza. verdadeiro falso.
A secagem por fricção deve ser executada em duas etapas sucessivas é a remoção de todo o solvente, deixando-se a superfície do item aparentemente seca. deve ser feita com pano de limpeza, deixando a superfície do item completamente livre de qualquer impureza.
Marcação – colocação de informações necessárias para identificação do material. só no proprio item só na embalagem individual no proprio item, na embalagem individual, no recipiente externo no proprio item, na embalagem individual, no recipiente externo e na embalagem coletiva.
Quanto a preservação , o material é classificado como: inorgânico e orgânico. descartável e orgânico industrial e inorgânico descartável e reciclável.
exemplo de Material inorgânico metais vidros quartzo silicatos tecidos plástico borracha óleos madeiras graxas.
exemplo de Material orgânico metais vidros quartzo silicatos tecidos plástico borracha óleos madeiras graxas.
O acolchoamento consiste na proteção dos itens conta os danos físicos e mecânicos. verdadeiro falso.
É a resistência contra à abrasão, a impactos e a compressão é obtida com o uso de madeira, metais, papelão corrugado e espumas plasticas: Proteção Manuseio Corrosão Custo.
Alem do preço da embalagem propriamente dita, deve ser considerada a possibilidade de sua reutilização( embalagens recuperáveis como os TAMBORES DE METAL), a dificuldade de violação, etc: valor Custo Preço Verba.
Métodos de preservação Método I – Método IA – Método IB – Método IC – Método II - Método III .
Devem ser examinados o sistema de transporte a utilizar, as condições de carga e descarga, o numero de transbordos, as condições de movimentação ( manual ou mecânico), etc Transporte Manuseio Mobilidade Logística.
As embalagens do Transporte marítimo devem ser de uma forma geral, leves, resistentes e seguras. Sem pontas de pregos, parafusos ou outras saliências. verdadeiro falso.
As embalagens do Transporte areio devem ser de uma forma geral, . Sem pontas de pregos, parafusos ou outras saliências. Grandes, fragueis, protegidas leves, resistentes e seguras leves, pequenas e seguras pequenas , leves, e fragueis.
– destina-se, este método, a proporcionar uma proteção adequada contra corrosão causada por água ou condensação. Método IA – invólucro a prova dágua e de condensação Método IB – invólucro protetor retiráve Método IC – invólucro resistente a água – Método I – preservação contra contato.
Aplica-se este método a preservação de peças de reparo e de equipamentos, cuja natureza e constituição oferecem facilidade de aplicação do preservativo por imersão, pulverização e aplicação. Método IA – invólucro a prova dágua e de condensação Método IB – invólucro protetor retiráve Método IC – invólucro resistente a água – Método I – preservação contra contato.
consite de um revestimento plátisco que proporciona uma proteção contra a corrosão e contra o impacto. Método IA – invólucro a prova dágua e de condensação Método IB – invólucro protetor retiráve Método IC – invólucro resistente a água – Método I – preservação contra contato.
consiste na aplicação de um invólucro resistente a água. Muito empregado na proteção de sobressalentes de eletrônica. Método IA – invólucro a prova dágua e de condensação Método IB – invólucro protetor retiráve Método IC – invólucro resistente a água – Método I – preservação contra contato.
é utilizado para itens cuja natureza solicite o mais alto grau de proteção contra umidade ou condensação. Equipamentos fotográficos, eletrônicos, intrumentos de precisão e outros aparelhos delicados, são protegidos por meio deste método. Método IA – invólucro a prova dágua e de condensação Método III – empacotamento para proteção física e mecânica. Método II – desidratação – Método I – preservação contra contato.
aplica-se na preservação de louca ou de plásticos e que não sejam afetados pela umidade e pelos efeitos do tempo. Método IA – invólucro a prova dágua e de condensação Método III – empacotamento para proteção física e mecânica. Método II – desidratação – Método I – preservação contra contato.
É uma das tarefas mais frequentemente atribuidas ao paioleiro? Planejamento Gatear Recebimento Adestramento.
É a fase q precede ao recebimento? Obtenção Empacotamento Distribuição Planejamento.
Consiste basicamente no cumprimento da programação feita: rotina Abastecimento Execução Planejamento .
Em que fase do recebimento de material o cansaço se faz presente? Execução Encerramento Aula do SO Max Lira Aula do SO Laércio.
A limpeza deve ser feita com o próprio pessoal da faina, sob FISCALIZAÇÃO do: XERIFE DA A5 Paioleiro Encarregado da faina policia .
Tipos de embalagens – madeira, tambores e caixa de fibras, caixa de papelão, latas, tambores de aço, embalagens de polietileno, styropor, mistas e embalagens para transporte aéreo. verdadeiro falso.
embalagem mais antiga e mais usada. Possui vários tipos como : caixote para exportação, caixas desmontáveis, caixas dobráveis, engradados e caixas de compensado madeira tambores caixa de fibras caixa de papelão.
são leves, de custo reduzido, relativa resistência a impactos e de fácil manuseio madeira tambores e caixa de fibras styropor caixa de papelão.
apresentam boa resistência a compressão, peso leve e custo relativamente baixo. madeira tambores e caixa de fibras styropor caixa de papelão.
são fabricadas com folha de flandres e oferecem a vantagem de resistência a golpes, corrosão, impermeabilidade e fechamento hermético. latas tambores e caixa de fibras styropor caixa de papelão.
apresenta resistência a choques, a flexão, vibração e a maior parte dos produtos químicos. É isolante térmico e impermeável ao vapor dagua. Normalmente FABRICADA SOB MEDIDA. Ideal para proteção de instrumentos de precisão e outros itens frágeis. latas tambores e caixa de fibras styropor caixa de papelão.
são construídas com diversos materiais combinados com o objetivo de proporcionar o máximo de proteção, já que as embalagens construídas com um único material muitas vezes não satisfazem totalmente as necessidades. latas tambores e caixa de fibras Embalagens mistas caixa de papelão.
esse é o plástico mais barato para fabricação de embalagens. Possui boa resistência aos choques e impactos. Polietileno tambores e caixa de fibras styropor caixa de papelão.
quais as Simbolização na embalagem utilizadas na mb PERIGO RISCO ESPECIAS MANUSEIO FORMAR NO CAMPO EMPILHAMENTO MAXIMO.
usados para identificação do risco que o material oferece as pessoas que o manuseiam ou ao meio de transporte usado. (substancias explosivas, gases inflamáveis, corrosivos , radiativos e etc) de risco manuseio especiais Agente perigosos.
indicam a presença de substancias, materiais ou seres vivos que necessitam de tratamento especial (animais vivos, perecíveis e etc) de risco manuseio especiais Agente perigosos.
São aqueles usados para indicar os cuidados a serem tomados com material, visando manter intacta a sua integridade física. de risco manuseio especiais Agente perigosos.
é a movimentação dos suprimentos de um lugar para outro, sem alterar seu valor ou executar qualquer operação de produção Manobra de peso transporte aéreo armazenagem acessibilidade.
O equipamento de manobra de peso é o maior aliado do esforço físico. falso verdadeiro.
os passo de um planejamento da manobra de peso são, PROPÓSITO, CARACTERÍSTICAS DO MATERIAL, estudo do MOVIMENTO, decisão do METÓDO VERDADEIRO FALSO.
As possibilidades de se utilizar métodos de movimentação não mecanizados e manuais devem ser verificadas antes de se considerar os equipamentos mecanizados, ou que consomem energia. VERDADEIRO FALSO.
OS PRINCÍPIOS DA MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS SÃO: (6) MECANIZAÇÃO- AUTOMAÇÃO SIMPLIFICAÇÃO FLEXIBILIDADE GRAVIDADE CARGA UNITIZADA FLUXO CONTÍNUO GEOMETRIA DE PESO PRINCIPIO DO CHICOTE E SAL GROSSO (mais utilizado na mb).
Sempre que for indicado, utiliza equipamento mecanizado ou automatizado para a movimentação do material, estamos falando de qual principio da movimenta de materiais? mecanização-automatização flexibilidade simplificação carga unitizada.
quanto menos movimentação, melhor – procure reduzir ao mínimo a necessidade de movimentação dos seus suprimentos. Sempre que possível, utilize a LINHA RETA. mecanização-automatização flexibilidade simplificação carga unitizada.
Na escolha do equipamento e acessório de manobre de peso, deve-se ter a preocupação de optar por aqueles que tem utilização em várias operações. mecanização-automatização flexibilidade simplificação carga unitizada.
Sempre que possível, deve ser utilizada a força da gravidade mecanização-automatização gravidade simplificação carga unitizada.
A economia na movimentação do material é diretamente proporcional ao tamanho da carga movimentada de uma só vêz mecanização-automatização gravidade simplificação carga unitizada.
a continuidade do fluxo na direção do ponto final,sem desvios nem trajetos inúteis. mecanização-automatização fluxo continuo simplificação carga unitizada.
Tipos de equipamentos – são agrupados genericamente em três tipos básicos Veículos industriais, equipamentos de elevação e transporte e transportadores contínuos Veículos industriais, equipamentos de elevação e transporte e transportadores aerios Veículos moveis, equipamentos de elevação fixos e transportadores contínuos Veículos a gas, equipamentos de eletronicos e transporte e transportadores de peso.
são motorizados ou não, usados para movimentar cargas intermitentemente em percursos variáveis. Veículos industriais transportadores de peso equipamentos de elevação e transporte transportadores contínuos.
são veículos industriais não motorizados, constituídos por uma sobrestrutura que sustenta uma carga. Veículos industriais Carrinhos industriais ou de mão equipamentos de elevação e transporte transportadores contínuos.
possuem mais modelos que quaquer outro grupo. Geralmente limitados a cargas de 250kg, seu alcance é de , geralmente 50m Veículos industriais Carrinhos industriais ou de mão Carrinhos de uma rodas Carrinhos de duas rodas.
são veículos industriais autopropelidos, com pelo menos três rodas, que elevam , transportam e posicionam materiais. Veículos industriais Carrinhos industriais ou de mão Empilhadeiras Carrinhos de duas rodas.
As empilhadeiras podem ser classificadas em: manual GLP diesel gasolina tretaful elétrica MIX (álcool e gasolina).
são veículos destinados a elevação, abaixamento e movimentação de cargas, dotados de um mecanismo de guincho como parte integrante Guindastes autopropelidos Guindastes Talhas Poliguindastes .
São equipamentos para elevação e transporte de cargas,constituídas geralmente por uma vigia ou treliça (lança) com uma extremidade acoplada á estrutura de sustentação e a outra livre. Guindastes autopropelidos Guindastes Talhas Poliguindastes .
é assim definido o conjunto de moitões ou cadernais e cabos neles gurnidos. Guindastes autopropelidos Aparelho de escalar Aparelho de força Poliguindastes .
Aparelho de força Teque Talha singela Talha dobrada Estalheira singela Estalheira dobrada.
é um acessório de manobra de peso que serve de conexão entre o aparelho de força e o peso a ser içado. talha Aparelho de movimento Aparelho de força Estropo .
E o estropo mais empregado em faina de içar e arriar pesos. Estropo com um gato Estropo comum ou tipo anel Estropo tipo balancete Estropo .
são muito usadas no embarque e desembarque de carga nos navios. Estropo com um gato Estropo comum ou tipo anel Estropo tipo balancete Redes de carga .
quais os dois tipos de redes encontrados na mb: redes comum e redes de fundo aberto redes de pesca e redes comum de de fundo aberto e fechado redes de arrastão e redes de pesca.
Report abuse Terms of use
By using daypo, you agree that we and our partner companies can define cookies for different purposes, such as customize the content and advertising. To change the settings or more information: cookie policy.