Abastecimento 2ª prova

INFO
STADISTICS
RECORDS
Title of test:
Abastecimento 2ª prova

Description:
Segunda prova

Author:
AVATAR

Creation Date:
12/07/2018

Category:
Personal
Click 'LIKE' to follow the bests test of daypo at facebook
Last comments
No comments about this test.
Content:
É a ENTRADA DE MERCADORIA no território aduaneiro, decorrente de um contrato de compra e venda internacional. Importação Exportação Tráfego de Carga Nacional .
Em quantas fases se divide a importação? 2 3 4 5.
Quais as fases da importação? Administrativa Financeira Cambial Fiscal Contábil .
Sobre as fases da importação, correlacione: Administrativa Fiscal Cambial .
É a saída da mercadoria do território aduaneiro, decorrente de um contrato de compra e venda internacional? Importação Exportação Tráfego de Carga.
No caso da Marinha do Brasil, a exportação é estabelecida, basicamente, PARA ENVIO DE MERCADORIA COM A FINALIDADE DE REPARO NO EXTERIOR ou atendimento aos navios em portos internacionais VERDADEIRO FALSO.
Compreende a movimentação de carga entre dois pontos dentro do território brasileiro? Importação Exportação Tráfego de Carga .
Normalmente o tráfego de carga, na MB ocorre entre os Depósitos Primários e os Navais Regionais, sob apoio da Organização Militar de Tráfego de Carga Remetente. VERDADEIRO FALSO .
O subsistema Tráfego de Carga é um componente do SAbM e possui quais componentes? OM consumidora OM Solicitante OM prestadoras de serviços de Tráfego de Carga OM desistinataria OM Cliente .
Quais são as OM clientes do Substema de Tráfego do Carga? OMST OMC OMPS OMD OMS.
Quem são as OM prestadoras de serviço de Tráfego de Carga? OMS OMD OMST OMTC.
Para todo embarque de material existe uma OMTC Remetente é uma OMTC recebedora. Verdadeiro Falso .
Quais OM exercem a atribuição de OMTC? DepNavRJ (CDAM) HNMD, LFM DepNavSPA (CeInSPA) DepNavRe (CeIn) O comando mais antigo da área Comandos Distritais Órgãos de Obtenção Órgão de Supervisão Geral OM que realizam aquisição diretamente no exterior.
Em casos sem Despacho Aduaneiro (importação e exportação) no país, qual CNPJ está habilitado a atuar junto à Receita Federal sono Brasil? DepNavRe DepNavSPA (CeInSPA) DepNavRJ (CDAM) HNMD.
Qual OM exerce atribuição de OMTC no atendimento do Desembaraço Alfandegário de Carga oriunda do país para o exterior e vice-versa? DepNavRe (CeIn) DepNavRJ (CDAM) DepNavSPA ( CeInSPA).
Quem está cadastrado com Responsável Legal e Fiel Depositário da MB perante a Receita Federal sob Brasil? O Diretor DepNavRJ (CDAM) Diretores dos respectivos DepNavRe (CeIn) Direitos do DepNavSPA (CeInSPA).
Quando deve ser atualizado o cadastro junto ao Sistema ANVISA do HNMD E LFM? Anualmente A cada alteração de titularidade da OM Trimestralmente Passagem de função do OD .
A senha matriz da Sistema da ANVISA vinculada ao CNPJ raiz da MB deverá ficar sob a guarda e operação de qual OM? HNMD LFM DSM CMAM.
Atuam como OMTC remetente ou recebedora no atendimento ao fluxo de Tráfego de Carga da Área de sua Jurisdição para o resto do país. O Comando mais antigo da área DepNavRJ DepNavRe Órgãos de Obtenção .
Atuam como OMTC recebedora no atendimento ao fluxo de RECEBIMENTO DE CARGA dirigida às áreas de sua Jurisdição ou como OMTC remetente, quando delas para o resto do País, desde que motivadas por STC no SISGLT? Os Depósitos Navais Primários Os Depósitos Navais Regionais Órgãos de Obtenção HNMD, LFM e DepNavSPA.
Atuam como OMTC remetente no atendimento ao fluxo de Tráfego de Carga do exterior para o país e no envio entre países no exterior. DepNavRe (CeIn) DepNavRJ (CDAM) OObExt.
Excepcionalmente, OM que realizem aquisição diretamente no exterior poderão tornar-se OMTC responsável por importação, quando no atendimento da gerência do fluxo de Tráfego de Importação. Verdadeiro Falso.
Em termos de prioridade, como pode ser classificada uma Solicitação de Tráfego de Carga (STC)? Normal e de emergência Rápido e confidencial Confidencial é Urgente Normal e Urgente .
Como é classificada uma STC em casos de caráter rotineiro e planejado? Normal Urgente Confidencial Restrito .
Como é classificada uma STC em casos de Emergência, necessariamente justificados pela OMS? Normal Emergência Urgência Confidencial .
De quem é a responsabilidade de determinar, um última instância, a autorização do embarque do material e notificar tempestivamente a OMTC recebedora? OMTC solicitante OMTC transportadora OMTC remetente OMTC de supervisão .
Quais os tipos de exportação realizadas e definidas pelo SAbM? Exportação Definitiva e Temporária para aperfeiçoamento passivo Exportação Permanente e Temporaria para aperfeiçoamento passivo Exportação Permanente e Definitiva .
Ocorre em situações de retorno de um item importado ao seu país de origem, ou no atendimento de navios ou OM localizadas no exterior? Exportação Definitiva Exportação Temporária Exportação parcial Exportação Permanente .
Ocorre nas situações de envio de materiais para reparo no exterior. Exportação Definitiva Exportação Temporária para Aperfeiçoamento Passivo Exportação Permanente .
Qual o prazo de vigência da Exportação Temporária para Aperfeiçoamento Passivo? 1 ano, não pode ser prorrogado 1 ano, pode ser prorrogado 2 anos, não pode ser prorrogado 2 anos, pode ser prorrogado .
Qual tipo SE ocorre nas exportações temporárias para Aperfeiçoamento do Passivo? SE do tipo Work Order SE do tipo Word Order SE do tipo Order Work SE do tipo Order Word .
Em casos excepcionais e em casos devidamente justificados o prazo de vigência da exportação Temporária para Aperfeiçoamento Passivo, poderá ser prorrogado a critério da autoridade aduaneira que concedeu o Regime? Verdadeiro Falso, somente com autorização do SAbM.
No caso da Exportação Temporária para Aperfeiçoamento Passivo, as OMS interessadas em prorrogar o período de permanência deverão solicitar ao _________, por _________ com ___________ de antecedência do término da vigência do regime. DepNavSPA - Ofício - 2 meses DepNavRJ - ofício - 2 anos DepNavSPA - Mensagem - 2 anos DepNavRJ - Mensagem - 2 meses .
Por ocasião da solicitação da prorrogação do regime de permanência, a OMS deverá encaminhar ofício ao DepNavRJ contendo cronograma com detalhamento semanal das atividades durante o período pleiteado. Verdadeiro Falso .
A quem compete providenciar a competente tradução da “invoice” e o “packing list”? OMTC recebedora OMTC remetente OMS OMST.
No caso de exportação de material de natureza normal, adicionalmente deverá conter à “invoice”? Número do Código Tarifário Harmonizado Número do Protocolo de exportação Número da STC Número da SE.
Quem deverá encaminhar a STC ao DepNavRJ, via SISGLT, e, juntamente com a carga, as “invoice” assinadas pelo servidor responsável daquela OM? OMS OMST OMTC recebedora OMTC remetente .
Em casos de Exportação de material de defesa, a OMST deverá encaminhar a STC e Toda documentação ao DepNavRJ, assim como a sua respectiva tradução para a língua inglesa à OMTC no exterior com antecedência de quantos dias? 30 40 50 60.
Qual classificação de prioridade, poderá resultar no emprego de um meio de transporte de custo mais elevado? Normal Emergência Urgente .
As SE-WO referentes a materiais de emprego militar com destino ao Canadá deverão, preferencialmente, transitar pelos EUA. Verdadeiro Falso.
Caso o trânsito das SE-WO, pelo EUA, seja inevitável, o que deverá ser providenciado, antecipadamente ao embarque do material? Licença de Trânsito Autorização de Trânsito .
A licença de Trânsito é obtida pela ________, que notificará a OMTC remetente quando o material puder ser encaminhado. CNBE CNBW OMTC recebedora OMS.
Qual documento que a OMTC remetente deverá emitir para o agente embarcador ou transportador de acordo com o modelo impresso do SISGLT? RMC RMT STC RTC.
Referente aos procedimentos pra OMTC remetente, por ocasião do embarque de material por meio aéreo, quando ela deverá emitir mensagem por meio do SISGLT, participando o embarque do material? Dois dias antes do embarque Até a data do embarque Em até dois dias corridos após a data do embarque Em até dois dias úteis após a data do embarque.
Referente aos procedimentos pra OMTC remetente, por ocasião do embarque de material por meio marítimo, quando ela deverá emitir mensagem por meio do SISGLT, participando o embarque do material? Até a data do embarque Até dois dias corridos após a data do embarque Até dois dias antes após a data do embarque Até dois dias úteis após a data do embarque .
Referente aos procedimentos da OMTC remetente, Por ocasião da escolha do meio de transporte, atender ao contido na STC. Verificar se o modal escolhido é adequado a quais aspectos? Grau de urgência Conveniência econômica para a OMTC Conveniência econômica para a MB Disponibilidade dos meios de transportes Possibilidade de utilização de meios de transportes oficiais Possibilidade de utilização de meios de transportes locados através de licitação .
Quais os procedimentos da OMTC recebedora? Acusar recebimento da carga à OMTC remetente através do SISGLT Emitir RTC para o agente embarcador Verificar a existência de SE-WO no singra Verificar a integridade da carga.
Em casos de suspeita ou confirmação de avaria, perda ou extravio de uma carga, NO PORTO a OMTC recebedora deverá quais procedimentos? Solicitar vistoria oficial da aduaneira e comunicar o fato ao DepNavRJ Orientar as empresas a efetuarem o registro da ocorrência no CE.
Em casos de suspeita ou confirmação de avaria, perda ou extravio de uma carga, NO ARMAZEM DA EMPRESA CONSIGNATÁRIA a OMTC recebedora deverá quais procedimentos? Solicitar vistoria oficial da aduaneira e comunicar o fato ao DepNavRJ Orientar as empresas a efetuarem o registro da ocorrência no CE.
No caso de exportação a OMTC recebedora são as ______ e a remetente é o _________, respectivamente. CNE / DepNavRJ DepNavRJ / CNE .
No caso de importação a OMTC recebedora é o ______ e as remetente são as _________, respectivamente. DepNavRJ / CNE CNE / DepNavRJ.
No caso extraordinário de transporte com entrega direta à OMD, onde deverá ser registrado o recebimento de material com avaria visível, falta de volume ou qualquer suspeita de sinistro? No verso de todas as vias da CE NO verso da STC No verso da RTC No singra .
No caso extraordinário de transporte com entrega direta à OMD, onde deverá ser registrado o recebimento de material com avaria visível, falta de volume ou qualquer suspeita de sinistro deverá ser lançando no verso de todas as vias da CE EMe comunicado imediatamente a ________, por _________, para que a mesma acione a seguradora. OMTC Remetente / ofício OMTC Remetente / Mensagem OMTC recebedora / ofício OMTC recebedora / mensagem .
A atividade de Tráfego de Carga incide primariamente sobre os itens que estão no seu interior, não sobre o volume. Verdadeiro Falso .
Com relação aos procedimentos que devem ser realizados pela OMD: As discrepâncias observadas no material existente dentro dos volumes, constatadas por ocasião da conferência do material deverão ser participadas à ______, responsável pelo acondicionamento do conteúdo no volume, por mensagem com informação para as OMTC recebedora e remetente. OMTC recebedora OMST OMTC remetente OMS.
São órgãos de Execução do SAbM responsáveis pela atividade Gerencial de Obtenção, fora do país, do material e dos serviços de interesses da MB? Órgãos de Obtenção Órgaos de Obtenção no Exterior Órgãos de Direção Gerencial Diretorias especializadas .
Quais são as etapas de responsabilidade dos Órgãos de Obtenção no Exterior? Procura, aquisição e acompanhamento Procura e aquisição Procura, compra e entrega Localização, aquisição, acompanhamento e entrega .
Quem é responsável pelas etapas de procura, mediante a pesquisa, identificação e seleção das fontes de Obtenção localizadas no exterior, da aquisição mediante a compra do material ou contratação de serviços e do acompanhamento quanto aos prazos e condições de entrega? Órgãos de Obtenção no exterior OMTC OMD OMST.
Quem são os órgãos de Obtenção no exterior?.
É a OM que emite a Solicitação ao Exterior (SE) OMS OMD OMC OMTC.
É a OM, indicada pela OMS, que receberá o material adquirido no exterior? OMD OMC OMTC .
Qualquer OM que utiliza o material oriundo do SAbM? OMD OMC OMS OMTC.
É a OM responsável pela movimentação e controle de cargas? OMC OMD OMS OMTC.
É o documento eletrônico gerado pelos OOBExt e migrado para o Sistema de Gerenciamento Logístico de Transporte (SISGLT), que discrimina o embarque do material embarcado para o Brasil? GRME STC SE RTC .
É o custo agregado no processo de delineamento da quantidade de mão-de-obra, materiais e serviços de terceiros, necessários ao reparo de determinado equipamento. Custo de investigação Custo de aquisição .
É o ato da OMS emitir e analisar uma solicitação ao exterior no SINGRA? Solicitação ao exterior Registro de SE Pedido de cotação Pedido de Publicação .
Foi habilitado pelo Ato Declaratório Executivo da DEF/ NIT nº 13 de 11MAR2004? DepEspMB DepNavRJ DepNavRe DepNavSPA.
O que substitui o Regime Aduaneiro Especial de Depósito Especial Alfandegado (DEA), a partir da publicação em 26DEZ2002, do decreto nº 4.543? DepEspMB DepNavRe DepNavRJ DepNavSPA.
Qualquer entidade pública ou privada na qual possam ser obtidos materiais ou contratados serviços de interesse da MB? Fonte de Obtenção Órgãos de Obtenção Fonte de Aquisição Órgão de Aquisição .
Qual a área de jurisdição da CNBW? Américas Antártica África Oceania Japão, China e Coréia .
Quais as áresa de jurisdição da CNBE? Europa Americas África Antártica Oceania Ásia ( exceto Japão, China e Coréia).
Toda SE, o inclusive a do tipo PC, somente será emitida pela OMS depois que os recursos financeiros escriturais envolvidos estiverem à disposição do OObExt ou do DepEspMB. Verdadeiro Falso.
Qual tipo de SE é utilizado na obtenção de equipamentos, peças de reposição e diversos itens de material de emprego militar, de consumo ou permanente? Pedido ao Exterior (PE) Pedido para o PROGEM (PG) Pedido de Cotação (PC) Pedido de Publicação (PP).
Qual tipo de SE é Utilizado para obtenção de itens de suprimento da minha de Fornecimento do SAbM, para utilização em períodos de manutenção previstos no PROGEM? Pedido para o PROGEM (PG) Pedido ao Exterior (PE) Pedido de Cotação (PC) Pedido de Publicação (PP).
Qual tipo de SE é de emissão exclusiva do CCIM? Pedido para o PROGEM Pedido de Cotação Pedido ao Exterior Pedido de Publicação .
Qual tipo de SE permite obter o preço de um item no mercado internacional, como subsídio à decisão, sem imediato dispêndio de recursos? Pedido para o PROGEM Pedido de Cotação Pedido de Publicação Pedido ao exterior .
Qual tipo de SE que as OMS devem restringir ao mínimo necessário a emissão, pois as CNE, darão baixa prioridade para as mesmas? Pedido ao exterior Pedido de Publicação Pedido de Cotação Pedido para o PROGEM .
Qual tipo de SE, por servir de Subsídio a tomada de decisão, só será processado pela OObExt até 30SET? Pedido de Cotação Pedido ao Exterior Pedido de Publicação Pedido para o PROGEM .
Qual tipo de SE é utilizado na obtenção de publicações técnicas estrangeiras? Pedido de Publicação Pedido de Cotação Pedido para o PROGEM Pedido ao exterior .
Qual tipo de SE é utilizado para registrar a solicitação à empresa operadora do DepEspMB? Pedido ao DepEspMB (PD) Work Order (WO) Pedido de itens diversos Pedido de Cotação .
Quem é responsável pelo registro dos dados de Obtenção dos itens referente à SE tipo PD, no SINGRA? DepNavSPA DepEspMB DepNavRe DepNavRJ.
Qual tipo de SE é utilizada para pedidos de revisão, manutenção ou reparo de um determinado material. Pedido de Cotação Work Order Pedido de Itens Diversos Pedido para o PROGEM .
As SE do tipo WORK ORDER e CONTRATO deverão ser inseridas no SINGRA, obrigatoriamente, com critério de Cotação _____ (fonte exclusiva de Obtenção) no campo licitação F G E C.
Qual tipo de SE é utilizado para pedidos de efetivação de pagamento pelo OObExt, relativo à Acordo Administrativo, ou parte dele. Pedido de Cotação (PC) Contrato (CT) Pagamento Diversos (PV) Pedido de Itens diversos (DV).
Qual tipo de SE é utilizado para efetuar pagamento, pelas CNE, de despesas diversas no exterior, após a aquisição de bem/serviço e a certificação dos documentos, por parte da OMS. Pagamentos Diversos (PV) Pedido de Itens Diversos (DV).
Qual tipo de SE é utilizado por todas OM para solicitação de itens/equipamentos não constantes do Banco de Dados do SINGRA e que estejam enquadrados no conceito de item de suprimento. Pedido de Itens Diversos (DV) Pagamentos Diversos (PV).
Qual grau de prioridade é atribuído para SE de excepcional necessidade do setor operativo? 01 - Emergência 02 - Urgente 03 - urgência para os demais casos 04 - Especial 05 - Rotina .
Qual grau de prioridade é normal, aplicado a maioria das SE? 01 - Emergência 02 - Urgente 03 - Urgente para demais casos 04 - Especial 05 - Rotina .
Qual grau de prioridade é atribuído Para SE destinada à aquisição de Medicamentos que seja de vital importância nos procedimentos clínicos e para SE destinada a OM de terra, cuja a falta compromete sua segurança ou impeça seu funcionamento? 01 - Emergência 02 - Urgente 03 - Urgente para os demais casos 04 - Especial 05 - Rotina .
As SE com grau de prioridade 01 ( Emergência) serão enviadas ao OObExt pro meio do SINGRA, após ratificação do _________. ComOpNav ComemCh COMIMSUP.
Quem deverá, por ocasião da emissão de uma SE, atribuir um grau de prioridade para a aquisição de material/contratação de serviços conforme necessidade da Administraçao Naval? OMS OMC OMTC OMST.
Qual tipo de SE é utilizado exclusivamente por Órgãos Técnicos (OT) quando da solicitação de itens destinados a Dotações Iniciais, constantes ou não no banco de dados do SINGRA? Pedido de Item de Dotação Inicial (DI) Pedidos de Itens Diversos (DV) Pedido de Cotação (PC) Pagamentos diverso (PV).
A SE do tipo DV não devem conter solicitações de contratação de serviços de qualquer natureza, sendo utilizado para estes casos as SE do tipo PV, que se destinam ao pagamento de despesas diversas no exterior. Verdadeiro Falso.
as SE do tipo PV, que se destinam ao pagamento de despesas diversas no exterior. Verdadeiro Falso.
Qual grau de prioridade é atribuído para SE envolvendo a prontificação de equipamento ou equipagem vital à operação do meio, cuja inexistência o tenha levado a condição IM ou que impeça a conclusão de serviços realizados durante período de manutenção programado? 01 - Emergência 02 - Urgente 03 - Urgente para os demais casos 04 - Especial 05 - Rotina .
Qual grau de prioridade é atribuído para SE De item que tenha levado ou possa levar a curto prazo, o meio operativo à condição de IM? 01 - Emergência 02 - Urgente 03 - Urgente para os demais casos 04 - Especial 05 - Rotina .
Qual grau de prioridade é atribuído para SE de item que exista equipamento essencial inoperante? 01 - Emergência 04 - Especial 03 - Rotina .
Qual grau de prioridade é atribuído para SE de item que impeça a execução de rotinas do sistema de manutenção planejada (SMP)? 01 - Emergência 02 - Urgente 04 - Especial 05 - Rotina .
As SE com grau de prioridade 04 ( Especial) serão enviadas ao OObExt pro meio do SINGRA, após ratificação do _________. ComOpNav ComemCh COMIMSUP.
As SE com grau de prioridade 02 (Urgente) serão enviadas ao OObExt pro meio do SINGRA, após ratificação do _________, do respectivo _________, da ________ ou da __________. ComemCh, ComDN, DHN e DEnsM ComOpNav, ComDN, DHN e DEnsM COMIMSUP, ComDN, DHN e DEnsM.
Para SE emitidas por determinação dos ODS, fica dispensada a solicitação de ratificação da prioridade das mesmas, ficando a seu critério o estabelecimento de prioridade. Verdadeiro Falso.
As OMS deverão cumprir as seguintes datas-limite para registrarem suas SE no SINGRA: Até 30SET SE do tipo PE, PG, DV, DI, PC e PP Até 30NOV SE do tipo PE, PG, DV, DI, PC e PP Até 30OUT SE do tipo PE, PG, DV, DI, PC e PP Até 30DEZ SE do tipo PE, PG, DV, DI, PC e PP.
As OMS deverão cumprir as seguintes datas-limite para registrarem suas SE no SINGRA: 30AGO SE do tipo PE, PG, DV, DI, PC e PP 30OUT SE do tipo PD, WO, CT e PV 30DEZ SE do tipo PE, PG, DV, DI, PC e PP 30NOV SE do tipo PD, WO, CT e PV.
O cancelamento da SE poderá ser solicitado somente se esta ainda não estiver compromissada com o fornecedor, sendo assim, a OMS poderá solicitar por: Ofício, diretamente ao respectivo OObExt Mensagem, diretamente ao respectivo OObExt .
Sempre que aquisição ou contratação deva ser realizada obrigatoriamente na fonte única indicada sem consulta a outros fornecedores, o campo licitação da SE deverá ser preenchido com a letra: C D E F.
Caso os valores envolvidos sejam superiores ao limite de dispensa previsto nas normas SGM-102, a OMS deverá emitir quais documentos? TJDL ou TDIL Documento circunstanciado .
Para aquisições cujos valores envolvidos sejam iguais ou inferiores ao limite de dispensa, a OMS deverá emitir qual documento TJDL TJIL Documento circunstanciado .
Qual critica é efetuada pelo próprio singra, no intuito de permitir que a OMS tenha conhecimento do erro que impediu o prosseguimento de Obtenção e, consequentemente, possacorrigi-lo. Crítica sistêmica Critica inicial Critica do SINGRA.
Onde é alocado o crédito necessário à disposição dos OObExt, com base na estimativa dos custos envolvidos, compatível com a realidade. FRE 176 FRE 172 FRE 184 FRE 187.
Por ocasião da estimativa de custo, as taxas inerentes à compra do material ou contratação de serviço, significam em média um acréscimo de quantos porcentos ao custo total? 7% 8% 9% 10%.
Quem efetuará os lançamentos pertinentes no SIAFI, a partir da emissão dos diversos documentos no SINGRA? OMS OObExt OMC OMTC.
Quem realiza o acompanhamento das SE no SINGRA, acionando as medidas corretivas, quando for o caso? OMS OMC OMD OMF.
Qual campo deverá ser utilizado pelas OMS, por ocasião da inserção das SE no SINGRA, cujos materiais necessitem tratamento especial no transporte? Carga Especial Carga Frágil Material especial Material Frágil .
O que são definidos como Carga Especial: Explosivos Gases Líquidos e sólidos inflamáveis Substâncias oxidantes e perióxidos orgânicos Substâncias tóxicas e infectantes Corrosivos e cargas perigosas diversas Material perfurocortantes .
As SE ao ser inserida no SINGRA passa por diversas críticas antes do início do processo de Obtenção, podendo ser rejeitada em função de pendências técnicas ou financeiras, caso essas pendências não sejam sanadas em até ______ a SE poderá ser cancelada automaticamente. 130 dias 120 dias 110 dias 100 dias .
Os Cerrificados de Uso Final (CUF) são emitidos e assinados por quem? Presidente da CNBE ou CNBW Pelos presidentes das CNE Pelo diretor da DAbM.
Quando as assinaturas do CUF não forem aceitas, este deverá ser encaminhado à _______, por _______, para assinatura de seu diretor. CNE, por mensagem CNE, por ofício DAbM, por mensagem DAbM, por ofício .
Para reconhecimento da assinatura do CUF, pelo diretor da DAbM, junto à Embaixada do país exportador, a DAbM, encaminhará o certificado, por ofício ao ______, para providências cabíveis EMA SGM CM MD.
Quando solicitado pela OM, os Certificados de Recebimento e os de Governos Estrangeiros serão emitidos e assinados por quem? Diretor da DAbM CM EMA SGM.
O material adquirido no exterior será remetido pelo OObExt ao: DepNavRe DepNavSPA DepEspMB DepNavRJ.
Quem efetuará o desembaraço alfandegário, o recebimento e a entrega à OMD, do material adquirido no exterior? DepNavRe DepNavRJ DepNavSPA DepEspMB.
O encerramento do processo de Obtenção no exterior está condicionado à restituição de qual documento? GRME ofício FMS.
Qual o prazo que a GMRE verificada deverá ser restituída aos OObExt? 120 dias a partir do embarque do material 110 dias a partir do embarque do material 100 dias a partir do embarque do material 90 dias a partir do embarque do material.
Área sob controle aduaneiro, onde são efetuadas operações de embarque, desembarque de mercadorias ou passageiros procedentes do exterior ou a ele destinados? Área alfandegada Despacho aduaneiro .
É o documento que comprova o embarque da carga a bordo do meio de transporte utilizado. É também chamado de Conhecimento de Transporte Conhecimento de Embarque Desembaraço Aduaneiro .
Normalmente, em navios é conhecido como BL, e em aeronaves AWB Despacho Aduaneiro Conhecimento de Embarque .
Qual a tríplice função do Conhecimento de embarque? É recibo de entrega das mercadorias Identifica a forma de pagamento É evidência da existência de um contrato de transporte É despacho de importação É título de crédito representativo de carga.
Ato final do despacho aduaneiro em virtude do que é autorizada a entrega da mercadoria? Desembaraço aduaneiro Despacho Aduaneiro .
É o procedimento fiscal mediante o qual se processa o desembaraço aduaneiro de mercadoria procedente do exterior ou a ele destinado. Desembaraço Aduaneiro Despacho Aduaneiro .
É a remuneração paga pelo proprietário da carga ao transportador pela movimentação da mesma, de um ponto ao outro? Frete Prêmio .
É o documento emitido por quem possui a propriedade do bem, descrevendo o material ou serviço em questão. Invoice Pack List.
Documento necessário ao embarque da carga que relaciona o conjunto de seus volumes discriminando seus conteúdos, numeração m, tipo, peso e dimensões. Invoice Pack List.
É a soma em dinheiro, paga pelo segurado ao segurador, em face da responsabilidade atribuída sobre um determinado risco. Prêmio Frete .
É o documento pelo qual a OMTC formaliza o seu pedido de transporte a um agente de carga, agente embarcador ou agente transportador Requisição de Trabsporte de Carga - RTC Solicitação de Tráfego de Carga - STC .
Empresa que faz a ligação entre transportadores ou prestadores de serviço de frete e usuários? Agente de Carga Apólice aberta Carga Frete .
Como se chama os agentes de carga, sendo prepostos dos transportadores/prestadores de serviço de frete que emitem seus próprios CE? House ou filhotes House ou casa House ou street House ou consignatário .
É o documento que formaliza o contrato de seguro, que especifica as condições das obrigações do segurado e do segurador. Apólice de seguros Despacho Aduaneiro .
Como podem ser classificada a apólice de seguro? Aberta ou de averbação Simples ou avulsa Fechada Complexa .
É a anotação feita na apólice de seguro em aberto, mediante documento emitido pelo segurado à empresa de seguros, antes do início do risco, o que configura responsabilidade do segurador. Averbação Carga Invoice Pack List .
É a mercadoria quando embarcada para ser movimentada de um ponto a outro. Carga Frete Despacho aduaneiro Averbação .
É o documento pelo qual uma OMS manifesta perante uma OMTC, a necessidade de transpor uma carga, nele assumindo a completa responsabilidade pelas informações prestadas. Solicitação de Tráfego de Carga - STC Requisição de Transporte de Carga - RTC .
É a pessoa física ou jurídica que, recebendo o prêmio ou recolhendo a quota assume um risco e paga a indenização pertinente em caso de sinistro Segurador Segurado .
É a pessoa física ou jurídica em nome de quem é emitida uma apólice ou sobre quem deverá recair o risco Segurador Segurado .
É a taxa cobrada pela utilização das áreas de armazenagem do aeroporto ou do Porto. É diretamente proporcional a taxa do CIF da carga e ao tempo em que a carga permanecer amezenada Taxa de Armazenagem Taxa de Capatazia.
É o documento base do despacho de importação, contendo dados que permitam identificar: importador, exportador, mercadoria, quantidade, preço e forma de pagamento. Declaração de Importação Declaração de Exportação Declaração simplificada Declaração de Tráfego de Carga .
É o documento eletrônico por meio do qual se obtém e registra a licença de importação, ou seja a autorização para importar. Licença de importação Solicitação de Tráfego de Carga Requisição sendo Transporte de Carga Carga .
É o instrumento administrativo que integra as atividades de resgistro, acompanhamento e controle das operações de comércio exterior m, mediante fluxo único, computadorizado, de informações. SISCOMEX Vistoria Aduaneira Prêmio Invoice .
É a taxa cobrada pelos serviços de manobra da carga por ocasião do desembarque ou da retirada da carga dos armazéns. Taxa de Armazenagem Taxa Capatazia .
É a atividade Gerencial relacionada com a seleção do adequado meio de transporte e o estabelecimento de providências necessárias para o transporte do material de um ponto a outro, incluindo administração e o controle desta tarefa Tráfego de Carga Carga RTC STC .
É o carregamento de uma carga de mesma espécie, em um mesmo local, em um mesmo meio de transporte, em uma mesma vigarem, para um mesmo destino. Frete Embarque RTC Tráfego de Carga .
É toda embalagem entregue a OMTC para ser transportada, podendo conter em seu interior um ou mais itens. Volume Prêmio Invoice Pack List .
Toda mercadoria procedente do exterior deverá ser submetida a despacho de importação, que será realizado com base em declaração apresentada a respectiva unidade aduaneira, denominada Declaração de Importação. Verdadeiro Falso .
O licenciamento da importação de mercadoria, ocorre de forma automática e não automática, por meio de que? SISCOMEX STC RTC Licença de Importação .
Não importação cada CE deverá corresponder um único desembaraço alfandegário, determinado pela DI, seja ela do tipo simplificado ou não. Verdadeiro Falso.
Quantas fases tem a importação? 2 3 4 5.
Quais as fases da importação? Fase de pré-embarque e Fase pós-embarque Fase de consumo e Fase definitiva Fase de Reimportação e Fase de Admissão Temporária Fase Definitiva e Fase Temporária para Aperfeiçoamento Passivo .
Qual fase da importação inicia-se com a pré mensagem inicial (pré-MI) e se encerra na data em que é concebido o CE? Fase da Importação Fase pré-embarque Fase Definitiva Fase pós-embarque.
Caracteriza-se por ser a etapa de planejamento do desembaraço? .
A pré-MI é indispensável para Reimportações e Admissões Temporárias, assim como para os Materiais dês emprego militar que não possuam uso sigiloso ou que haja indícios de similaridade a produto nacional. Verdadeiro Falso.
É a fase da importação, em que todos os procedimentos de licenciamento do material são inalteráveis? Fase pré-embarque Fase pós-embarque .
Caracteriza-se por ser a fase de execução do desembaraço alfandegário? Fase pré-embarque Fase pós-embarque Fase da importação Fase de Exportação .
Existem quantos tipos de importação realizadas e definidas pelo SAbM? 2 3 4 5.
Quis os tipos de Importação? Importação Para consumo ou definitiva Reimportação Pós-embarque Pré-embarque Admissão Temporária Remessa Expressa Importação de medicamentos e seus insumos Importação de equipamentos médicos .
Ocorre quando um material, objeto de Obtenção no exterior, é nacionalizado pelo DepNavRJ Importação para consumo ou definitiva Reimportação Remessa expressa Admissão Temporária .
É conhecido como retorno de Exportação Temporária, ou ainda, “Retorno”, ocorre quando há entrada no país de material oriundo de processo de Exportação Temporária. Importação para consumo ou definitiva Reimportação Remessa Expressa Admissão Temporária .
É o tipo de Regime de Importação concedido pela RFB, onde as obrigações tributárias principais são suspensas temporariamente. Importação para consumo ou definitiva Reimportação Admissão Temporária Remessa expressa .
Caracteriza-se quando o material oriundo do exterior não deva ser nacionalizado e deva permanecer durante período determinado no Brasil devendo, após encerramento este período, ser reexportado. Reimportação Admissão Temporária Importação para consumo ou definitiva Remessa expressa .
É um tipo de transporte realizado por uma única empresa, normalmente sedida no exterior e instalada em diversos países, que é autorizada a funcionar no Brasil dentro de determinados parâmetros estabelecidos em Instrução normativa específica da RFB. Importação para consumo ou definitiva Reimportação Admissão Temporária Remessa expressa .
A utilização de remessa expressa é isenta de licenciamento prévio às mercadorias. Verdadeiro Falso.
A impotação de medicamentos e seus insumos é caso tipico de classificação de MEM de uso: Sigiloso Não sigiloso.
A importação de medicamentos e seus insumos na MB será realizada através do CNPJ: do HNMD do LFM do ComemCh Da DEnsM.
Na importação de medicamentos e seus insumos, após a fase de licenciamento da importação quem deverá iniciar o desembaraço alfandegário de mercadoria junto à RFB? DepNavRJ LFM HNMD.
A importação de equipamentos médicos, suas partes e acessórios na MB será realizada através do CNPJ: do LFM do HNMD do DepNavRj do ComemCh .
Quanto ao encaminhamento de documentação, na fase de pré-embarque a OMTC recebedora deverá encaminhar a documentação própria ao desembaraço ao DepNavRJ, com exceção do Conhecimento de Embarque. Verdadeiro Falso.
Em até quantos dias úteis após o respectivo órgão anuente efetuar o deferimento da LI no SISCOMEX, o DepNavRJ deverá emitir no SISGLT a autorização para l embarquem do material. 2 3 4 5.
Em até dois dias úteis após o respectivo órgão anuente efetuar o deferimento da LI no SISCOMEX, quem deverá emitir no SISGLT a autorização para l embarquem do material. DepNavRJ OMTC OMST OMD .
Qual o prazo para emissão de MI eletrônica min SISGLT, para o modal marítimo? Até 3 dias após a data do embarque 72 horas após a data do embarque da carga. .
Qual o prazo para emissão de MI eletrônica min SISGLT, para o modal aéreo? Até 3 dias após o embarque da carga Até 72h após a data do embarque da carga, caso não tenha sido alegado urgência .
Em conformidade com os procedimentos quanto ao seguro da carga, esta deverá ser embarcada com frente e seguro pagos: Na origem Pela OMTC remetente Pela OMTC recebedora Pela OMST.
Como deverá ser embarca a carga especial? Separada da normal Junto com a normal.
O documento para embarque de carga especial deverá ser traduzido para a língua inglesa ao DepeNavRJ com antecedência de quantos dias da chegada do navio ou aeronave? 2 3 4 5.
A pré-MI é a mensagem eletrônica expedida pela OMTC remetente ou OObExt no SISGLT) sobre a intenção de embarque. Essa mensagem NÃO permitirá que a OMS/OMD tome conhecimento da origem do processo do tráfego de uma carga a ela destinada. Verdadeiro Falso.
Quais são os procedimento da OMTC remetente (OObExt) por ocasião do embarque? Marcar os volumes na GMRE embalar o produto Utilizar lacre próprio Fotografar os volumes Despachar o volume Fiscalizar o volume .
De quem é a responsabilidade pela embalagem? O importador O Exportador .
Por ocasião da escolha do meio de transporte, o que os OObExt deverão levar em conta, considerando que, além dos valores relacionados ao transporte, compõem o custo total de Tráfego. O aspecto economicidade Cotação de preço .
Caso o peso total do material seja inferior a duzentas libras (equivalente a aproximadamente noventa quilogramas) o custo de transporte ficará a cargo do SAbM, PB “P” Verdadeiro Falso.
É um processo técnico-gerencial pertencente à sistemática de apoio Logístico Integrado. Aprovisionamento Proposta de dotação Relatório do POSE Catalogação .
Tem o propósito de assegurar que o material necessário ao apoio logístico esteja disponível para fornecimento pelos Órgãos de Distribuição do SAbM, antes da transferência do meio, equipamento ou sistema para o Setor operativo? Aprovisionamento Atividades Técnicas Atividades Gerenciais Proposta de dotação .
Permitir a transferência de um novo meio, EQ ou sistema ao Setor Operativo aconteça com a perfeita integração do meio ao apoio Logístico Integrado é o objetivo: do aprovisionamento das atividades técnicas da importação da Exportação .
O processo de aprovisionamento atua como ponte entre o processo de Obtenção/ construção/ modernização de um meio e o exercício do abastecimento. Verdadeiro Falso.
O aprovisionamento possui como característica Básica a Permanente integração entre as atividades gerenciais e as diversas atividades técnicas. Verdadeiro Falso.
O processo de aprovisionamento visa otimizar: A adequação ao abastecimento A inedequação ao abastecimento A correta catalogação A definição quantitativa e qualitativa de itens à adquirir Obtenção, o recebimento e a distribuição do material .
A Quem compete manter a DAbM informada quanto ao cumprimento dos eventos constantes do Plano de Apoio Logistico integrado. Órgãos de Execução Técnica Órgãos Técnicos DAbM.
A Quem compete elaborar as dotações iniciais de bordo e base dos novos meios para o material sob sua responsabilidade? Órgãos de Execução Técnica Grupo de recebimento dos novos Meios DAbM Órgão Técnico .
A Quem compete Executar as atividades de Agências de Catalogação para introdução dos novos itens no Sistema de Catalogação da MB? DAbM Grupo de recebimento de novos meios Órgãos de Execução Técnica Órgãos Técnicos .
A Quem compete atribuir e cadastrar os códigos de criticidade e de manutenção? DAbM Grupo de recebimento de novos meios Órgãos Técnicos Órgãos de Execução Técnica .
A Quem compete analisar o sistema de Catalogação no qual o novo meio está contido? Órgãos Técnicos DAbM Órgãos de Execução Técnica Grupo de recebimento de meios .
A Quem compete contribuir dentro de suas atribuições, para as atividades gerenciais do aprovisionamento? Órgãos Técnicos Órgãos de Execução Técnica DAbM Grupo de recebimento de novos meios .
A Quem compete acompanhar e programar os eventos do processo, dentro dos prazos estabelecidos no PALI? DAbM Órgãos de Execução Técnica Grupo de recebimento de novos meios Órgãos Técnicos .
A Quem compete acompanhar, através do Gerente Participativo, a evolução dos eventos previstos no PALI relacionados com o abastecimento. DAbM Órgãos de Execução Técnica Órgãos Técnicos Grupo de recebimento de novos meios .
A Quem compete analisar a versão final da cláusula contratual sobre catalogação elaborada pelos OET? DAbM Grupo de recebimento de novos meios Órgãos de Execução Técnica Órgãos Técnicos .
A Quem compete acompanhar as aquisições de equipamentos e sistemas? DAbM Órgãos de Execução Técnica .
A Quem compete Acompanhar a evolução dos itens asquiridos nos mercados supridores. Órgãos de Execução Técnica DAbM.
Quem elabora as DI? Órgãos Técnicos DE Órgãos de Execução Técnica OMST.
Por ocasião da elaboração da DI de um meio, a DE deverá cadastrar no Subsistema Gerência de Projetos um conjunto Passivo associado ao Meio ou classe de Meio, inserindo ao mesmo os itens com suas respectivas quantidades. Verdadeiro Falso.
Quem é a DE dos materiais de SJ “G”? DAbM CCIM DEN DCTIM.
Tem como finalidade atualizar o registro de configuração de equipamentos e equipagens dos navios e organizar, qualitativa e quantitativamente, os seus sobressalentes? POSE Aprovisionamento Técnicas Gerencias Atividades Gerenciais .
O POSE é desenvolvido em quantas fases? 2 3 4 5.
Inventário de Equipamentos e Equipagens se refere a que fase do POSE? Fase I Fase II.
Inventário de sobressalentes se refere a que fase do POSE? Fase I Fase II.
O que os navios deverão ter ao final das duas fases do POSE? LISDIN atualizada LISCOMB Um novo controle de Estoque para sobressalentes Paóis com sobressalentes previstos na LISDIN Paóis com sobressalentes previstos na LISCOMB Um novo controle de Estoque para combustíveis .
A verificação dos equipamentos existentes a bordo do navio (para atualização da LEE) é realizado através de que? Inventário de Equipamentos Inventário Rotativo Inventário seletivo Inventário da LISDIN .
De quem é a responsabilidade do Inventário de Equipamentos? COA (DAbM) Órgãos Técnicos DE Órgãos de Execução Técnica .
Quem enviará a DAbM, os dados obtidos ao término do inventário de Equipamentos? Navios DE CCIM Órgãos Técnicos .
Quem processará as necessárias correções, inclusões e retiradas nos bancos de dados cadastradoa, atualizando o registro das configurações deEQ/EG do navio, possibilitando assim a emissão da documentação necessária a fase II? A DAbM A DAbM, em conjunto com os Órgãos Técnicos Os órgãos Técnicos .
Report abuse Terms of use
We use cookies to personalize your experience. If you continue browsing you will be accepting its use. More information.