Administração financeira

INFO
STADISTICS
RECORDS
Title of test:
Administração financeira

Description:
Administração financeira

Author:
Administração financeira
(Other tests from this author)

Creation Date:
28/09/2018

Category:
University
Click 'LIKE' to follow the bests test of daypo at facebook
Last comments
No comments about this test.
Content:
Na MB como são classificadas contas de responsabilidade? Suprimento de fundos e conta transitória Destaque de créditos e provisão Provisão e conta transitória Suprimento de fundos e destaque de crédito.
Qual o carater da conta de gestao? Administrativo e permanente Pessoal e intransferível Administrativo e intransferível Permanente e pessoal.
Qual o carater da conta de responsabilidade? Pessoal e intransferível Administrativo e permanente Pessoal e permanente Administrativo e intransferível.
atua na área temática econômica e financeira proverá o assessoramento necessário a direção da om mediante planejamento programação controle e fiscalização da aplicação dos recursos orçamentários financeiros e patrimoniais colocados à disposição da organização militar ou pelos quais respondam Conselho de gestão Conta de gestão Conta de responsabilidade Execução financeira.
é um conjunto de atividades devidamente Integradas que tem por finalidade executar acompanhar e controlar ingressos e dispêndios inclusive os restos a pagar previstos e fixados para a Marinha na LOA Execução financeira Conta transitórias Suprimento de fundos Conselho de gestão.
Na MB como são classificadas as contas de responsabilidade? Suprimento de fundos e conta transitória Execução financeira e suprimento de fundos Conta transitória e execução financeira.
Como as OM subsidiárias com os créditos oriundos do OGU serão cadastradas no siafi? UG OGU RPA PAR.
Qual das opções abaixo a conta transitória não acolhe os recursos financeiros? Gestoria de material Gestoria de copimed Municiamento das om Etapas destinadas ao fundo naval.
é toda pessoa física que utilize arrecade guarde gerencie ou administre dinheiros bens e valores públicos da união e das entidades da administração indireta Agentes responsáveis Conselho de gestão.
é toda e qualquer autoridade de cujos atos resultarem emissão de empenho autorização de pagamento suprimento ou dispêndio de recursos da União ou pelos quais esta responda OD ou OD substituto Agente Fiscal Titular de OM centralizada Agente financeiro ou agente financeiro substituto.
responderá por si só ou solidariamente com os demais agentes responsáveis por eventuais prejuízos causados A Fazenda Nacional em decorrência do recebimento guarda e aplicação de numerários valores e outros bens postos à sua disposição ou pelos quais seja responsável OD ou OD substituto Agente Fiscal Titular de OM centralizada Agente financeiro ou agente financeiro substituto.
O ordenador de despesa substituto deverá ser designado por qual documento? Portaria do comandante ou diretor da om Ordem de serviço Ofício Ordem interna.
quem tem a responsabilidade pela emissão correção e exatidão dos documentos referentes a atos de sua administração que registrem o direito e o enquadramento legal do pessoal subordinado? Titular de OM centralizada Ordenador de despesa e ordenador de despesa substituto Agente Fiscal titular ou substituto Agente financeiro.
é aquele que tem a responsabilidade de auxiliar o ordenador de despesa ou seu substituto no controle fiscalização e acompanhamento rotineiro das contas de gestão e responsabilidade das unidades gestoras Agente Fiscal titular ou substituto Ordenador de despesa substituto Gestores das contas de gestão Titular de OM centralizada.
Qual publicação define normas de pagamento de pessoal e contas de pagamentos imediatos? SGM-302 SGM-303 SGM-305 SGM-306.
Qual publicação define normas sobre material? SGM-303 SGM-302 SGM-305 SGM-306.
Qual publicação define normas sobre municiamento? SGM-305 SGM-302 SGM-303 SGM-306.
Qual publicação define normas sobre caixa de economias? SGM-306 SGM-302 SGM.-303 SGM-305.
excepcionalmente a função de ordenador de despesa substituto poderá ser exercida cumulativamente com Agente Fiscal por um período máximo de quantos dias? 30 20 10 15.
O Agente Fiscal deverá ser nomeado por qual documento? Ordem de serviço Portaria do comandante o diretor da OM Ofício Ordem interna.
na ausência extraordinária do Agente Fiscal a quem caberá o controle a fiscalização e o acompanhamento rotineiro das contas de gestão e responsabilidade das unidades gestoras, no entanto para o período de ausência o comandante ou diretor poderá designar um substituto ao Agente Fiscal? Ordenador de despesa Agente financeiro Agente financeiro substituto Gestor patrimonial.
Na total impossibilidade de um oficial do corpo de intendentes da Marinha ou civil assemelhado assumir tal função, um Terceiro Sargento poderá assumir as funções, exceto: Gestor de pagamento de pessoal Agente financeiro ou agente financeiro substituto Gestor de municiamento Gestor de caixa de economia s Gestor de material.
a conta transitória é utilizada por qual OM para acolher recursos financeiros destinados a gestorias de copimed e municiamento das OM bem como para acolher os recursos financeiros referentes as reservas e pagamentos de hospedagem pelas OM que administram hotéis de trânsito, destinados ao fundo naval? PAPEM DGOM CCIMAR DFM.
a qualificação para o desempenho das funções de agente financeiro agente financeiro substituto gestor de municiamento gestor de caixa de econômica e gestor de material , deverá ser verificada por quem? Ordenador de despesa Agente Fiscal titular ou substituto Gestor patrimonial Agentes subordinados.
os agentes financeiros agente financeiro substituto gestor de municiamento gestor de caixa de economias e gestor de material deverão ser nomeados por meio de qual documento? Ordem de serviço Portaria Ordem interna.
é aquele que Sob orientação Direta do ordenador de despesa ou seu substituto recebe numerário para realizar despesas que não possam se subordinar ao processo normal de aplicação da execução financeira Gestor de suprimentos de fundos Agentes subordinados Gestor de material Fiscal de cobrança da TUF.
o agente financeiro substituto deverá ser designado por ordem de serviço e fará parte da efetiva gestão da unidade gestora na impossibilidade de exercício integral ou parcial do: Agente financeiro titular Agente Fiscal Gestor patrimonial Fiscal de cobrança da tuf.
são os militares ou servidores designados por ordem de serviço para auxiliarem os demais agentes responsáveis descentralizando assim a execução das tarefas inerentes as contas de gestão das unidades gestoras: Agentes subordinados Agente financeiro titular ou substituto Agente Fiscal Gestores.
A competência dos agentes subordinados de cada conta de gestão Deverá estar especificada em qual documento? Ordem interna da OM Ordem de serviço Portaria Ofício.
Qual das opções de funções não acumuláveis está errada? Gestor de pagamento de pessoal e agente financeiro agente financeiro substituto ou gestor de caixa de economias Ordenador de despesa ou seu substituto e agente financeiro agente financeiro substituto ou gestor Agente Fiscal titular ou substituto e agente financeiro agente financeiro substituto ou gestor Relator e agente financeiro agente financeiro substituto ou gestor.
Qual das competências não é de responsabilidade do ordenador de despesa e ordenador de despesa substituto? verificar legalidade dos atos que resultem no recebimento do numerário realização de despesa Nascimento ou extinção de direitos e obrigações Autorizar o empenho de despesa, no caso da execução financeira Ordenar o pagamento de despesas legalmente liquidada assinar em conjunto com o agente financeiro ou seu substituto ou gestor os documentos bancários necessários ao pagamento de despesas legalmente liquidada.
Qual das competências não é de responsabilidade do ordenador de despesa e do ordenador de despesa substituto? Verificar o cumprimento de ações internas expressas em termos físicos e financeiros Ordenar a movimentação das contas correntes bancárias das contas de gestão Controlar o numerário recolhido à unidade gestora Controlar o numerário requisitado pela Unidade gestora.
A quem compete designar a cada mês mediante ordem de serviço ou documento interno( plano do dia) em sistema de rodízio, oficiais ou servidores qualificados para atuar como relatores de contas de gestão da UG? Ordenador de despesa e ordenador de despesa substituto Agente Fiscal titular ou substituto Titular de OM centralizada Gestor de municiamento.
A quem compete promover a elaboração de ordem interna sobre a operacionalização de cada uma das contas digestão da UG incluindo as atribuições dos agentes responsáveis envolvidos? Ordenador de despesa ou ordenador de despesa substituto Agente Fiscal titular ou substituto Agente financeiro Relator.
A quem compete analisar e remeter tempestivamente ao centro de controle de inventário da Marinha (ccimar) a prestação de contas de suprimentos de fundos concedidos pela Unidade gestora? Ordenador de despesa ou ordenador de despesa substituto Agente Fiscal titular ou substituto Agente financeiro titular Agente subordinado.
A quem compete desempenhar as funções de Agente Fiscal ou relator das contas de gestão da unidade gestora na impossibilidade de designação de servidor para esta função? Ordenador de despesa e ordenador de despesa substituto Gestor de material Agente financeiro titular ou substituto Agentes subordinados.
A quem compete buscar a eficiência a eficácia e a efetividade e a economicidade das ações administrativas levando-se em conta os resultados quantitativos e qualitativos alcançados pela Unidade gestora? Ordenador de despesa e ordenador de despesas substituto Agente Fiscal Agentes subordinados Gestor patrimonial.
A quem compete designar o presidente da Comissão de licitações? Ordenador de despesa e ordenador de despesa substituto Agente Fiscal titular ou substituto Agente financeiro Gestor de material.
Quem deve ser preferencialmente o presidente da Comissão de licitações? Agente Fiscal Ordenador de despesa Agente financeiro Gestor de material.
Qual das competências não é de responsabilidade do Agente Fiscal titular ou substituto? promover a elaboração de ordem interna sobre a operacionalização de cada uma das contas de gestão da unidade gestora incluindo as atribuições dos agentes responsáveis envolvidos Verificar o cumprimento das fases da realização da despesa empenho liquidação e pagamento Verificar a fidelidade funcional dos demais agentes responsáveis por bens e valores sob a responsabilidade da UG Conferência do numerário valores e outros bens sob a responsabilidade da UG.
Qual das competências não é de responsabilidade do Agente Fiscal? Controlar os créditos e recursos financeiros sobre a responsabilidade da unidade gestora Efetuar a conformidade dos registros de gestão.
Não é competência do agente financeiro gestor de municiamento e gestor de caixa de economias: Conferência do numerário valores e outros bens sob a responsabilidade da unidade gestora Controlar os créditos e recursos financeiros sob a responsabilidade da unidade gestora Prever a necessidade de numerário e solicitá-lo Controlar o recebimento e efetuar o dispêndio do numerário, quando autorizado.
Não é competência do agente financeiro gestor de municiamento e gestor de caixa de economia s: buscar a eficiência a eficácia e a efetividade e a economicidade das ações administrativas levando-se em conta os resultados quantitativos e qualitativos alcançados pela Unidade gestora Providenciar as aquisições solicitadas assessorar o ordenador de despesa ou seu substituto em todos os assuntos de natureza legal financeira e contábil relacionados as correspondentes contas de gestão assinar em conjunto com o ordenador de despesas ou seu substituto os documentos bancários necessários ao pagamento da despesa legalmente liquidada.
no caso do agente financeiro deve participar ,preferencialmente, da comissão permanente de licitação da unidade gestora na qualidade de que? Assessor técnico Assessor administrativo Assessor financeiro.
Quem é o responsável pela contabilidade da unidade gestora? Agente financeiro ou agente financeiro substituto Agente Fiscal Ordenador de despesa e ordenador de despesa substituto Gestor de material.
No caso específico das OMPS os registros relativos às atividades principais e secundárias são de responsabilidade do: Encarregado da contabilidade de custos Agente financeiro Agente Fiscal Ordenador de despesa.
É atribuição de autoridade dada pelo superior a determinado subordinado para que este desempenhe tarefa específica da responsabilidade daquele Delegação de competência Delegação de autoridade Passagem de função Autoridade delegada.
O ato de delegação de competência indicará: Autoridade delegada e o objeto da delegação Objeto da autoridade e delegação de autoridade Autoridade delegada e delegação de objeto Delegação de competência.
É autorização Legislativa para efetuar despesas: Crédito Recursos financeiros Débito Recurso orçamentário.
Na MB, onde o crédito é consubstanciado? Sistema plano diretor SPD DGOM DFM CCIMAR.
Os créditos alocadas as unidades gestoras, a cada exercício financeiro correspondem a expressão financeira de parcela do: Plano Diretor Plano de ação RPA PAR.
objetivando orientar e racionalizar a utilização dos recursos orçamentários ou extraorçamentários, ao início de cada ano, a unidade gestora deve elaborar um documento denominado: Programa de aplicação de recursos PAR Recibo de pagamento a autônomo RPA Guia de providência social GPS.
Tipos de movimentação de créditos: Destaque de crédito e provisão Cota e transferencia financiera Repasse e sub-repasse.
Tipo de movimentação de crédito entre Ministérios ou órgãos: Destaque de crédito Provisão.
Tipo de movimentação de crédito quando ocorre dentro do próprio órgão: Provisão Destaque de crédito.
A quem compete destacar provisionar ou anular os créditos destinados à Mb? DGOM DFM CCIMAR.
Onde são lotados os créditos destinados a Mb? DGOM DFM CCIMAR.
É o numerário ou direito de saque, colocado à disposição de uma unidade gestora ou pelo qual ela responda: Recursos financeiros Crédito.
Por intermédio de Qual atividade, especificamente em relação à execução financeira , deve haver o planejamento dos recursos financeiros? Programação financeira Programa de aplicação de recursos PAR Recibo de pagamento de autônomo RPA.
especificamente em relação à execução financeira o planejamento de recursos financeiros é realizado por intermédio da atividade de programação financeira cujo órgão setorial na MB é: DFM DGOM CCIMAR.
Na MB os recursos financeiros relativos à execução financeira são colocados inicialmente à disposição da: DFM DGOM CCIMAR.
é o instrumento utilizado para descentralização de recursos financeiros para atender a dotação da OGU da STN para o Ministério da Defesa: Cota Repasse Sub-repasse Transferência financeira.
é um instrumento de descentralização de recursos financeiros do Ministério da Defesa para a unidade responsável pela programação financeira (DFM): Repasse Cota Sub repasse Transferência financeira.
É o instrumento de centralização de recursos financeiros da unidade responsável pela programação financeira DFM para a UG da MB: Sub repasse Repasse Cota Transferência financeira.
É um instrumento de descentralização de recursos financeiros para atender a despesas referentes a restos a pagar inscritos: Transferência financeira Cota Repasse Sub repasse.
São fases da despesa, exceto: Licitação Empenho Liquidação Pagamento.
São estágios iniciais da despesa , exceto: Determinação de necessidades Procura (pesquisa de mercado) Licitação Liquidação.
É o estágio da despesa que objetiva elaborar a especificação e discriminação dos bens a serem adquiridos ou dos serviços e obras a serem contratados Determinação de necessidades Procura (pesquisa de mercado) Licitação Empenho.
é o estágio da despesa que se segue a determinação de necessidades e que consiste na pesquisa e identificação dos fornecedores: Procura ( pesquisa de mercado) Determinação de necessidade Licitação Pagamento.
É o estágio da despesa que se destina a selecionar a proposta mais vantajosa para a administração pública: Licitação Liquidação Determinação de necessidade Procura (pesquisa de mercado).
é o ato emanado do ordenador de despesa que importa deduzir de dotação de crédito adequada o valor da despesa a realizar e cria obrigação de pagamento por força de compromisso assumido: Empenho Pagamento Liquidação Licitação.
Consiste na verificação do direito adquirido pelo credor ou Entidade beneficiária tendo por base os documentos comprobatórios do respectivo crédito ou da habilitação ao benefício: Liquidação da despesa Empenho Pagamento da despesa Licitação.
A liquidação de despesa efetuada a conta de portaria de despesa deverá ser efetuada pelo: Agente fiscal Ordenador de despesa Agente financeiro Gestor patrimonial.
É a entrega da importância devida ao credor mediante documento que a comprove com a finalidade de extinguir a obrigação assumida: Pagamento da despesa Repasse Destaque de crédito Transferência financeira.
O pagamento só poderá ser efetuado quando autorizado pelo: Ordenador de despesa Agente Fiscal Gestor de material.
autônomo é a pessoa física que exerce habitualmente e por conta própria atividade profissional remunerada prestando serviços de caráter eventual a uma ou mais empresas sem vínculo empregatício. Varadeiro Falso.
Recibo de Pagamento a Autônomo é o documento de despesa hábil a comprovação pelo qual o trabalhador autônomo da quitação ao contratante pelo pagamento dos serviços prestados. Verdadeiro Falso.
É o documento de despesa hábil para comprovação do pagamento de encargos previdenciários: Guia da Previdência Social GPS Guia de Pagamento Social GPS.
Para recolhimento dos encargos previdenciários pela gestoria de execução financeira deverá ser utilizada a: GPS eletrônica GPS postal RPA eletrônica RPA postal.
Pagamento de despesa é toda e qualquer retirada de numerário da conta bancária para uma despesa cujo empenho e liquidação não tenha sido processado regularmente. Falso Verdadeiro.
São enquadrados como pagamento indevido, exceto: Pagamento não efetuado além da despesa liquidada Pagamento efetuado sem documento comprobatório correspondente da despesa Pagamento efetuado além da despesa liquidada Qualquer despesa impugnada cuja realização seja feita por ressarcimento à Fazenda Nacional.
O pagamento indevido deverá ser considerado, quando do seu recolhimento, como: Estorno da despesa ou indenização Estorno da indenização ou despesa Indenização da despesa ou estorno.
procedimento utilizado para a devolução de recurso financeiro, referente à despesa do exercício, cujo fato gerador NÃO tenha ocorrido, com o consequente retorno do crédito para a UG: Estorno da despesa Indenização Indenização da despesa Pagamento indevido.
É a receita relativa a qualquer ressarcimento de despesa do exercício encerrado e ressarcimento de despesa do exercício corrente, no qual o fato gerador tenha ocorrido, bem como qualquer ressarcimento à Fazenda Nacional: Indenização Estorno da despesa Estorno da indenização.
IMPUGNAÇÃO DE DESPESA: Serão passíveis de impugnação, pela ________ as despesas efetuadas em desacordo com estas normas e que não forem regularizados pela UG no prazo máximo de _______ a contar da data de expedição da mensagem ou Ofício daquela diretoria comunicando o fato. DFM/CCIMAR , 15 dias DFM/DGOM , 15 dias DFM/CCIMAR , 20 dias DFM/DGOM , 20 dias.
A regularização de despesa impugnada deverá ser comunicada à DGOM, por mensagem preferencial, na qual o ordenador de despesa dará ciência dos procedimentos adotados. Falso Verdadeiro.
O ordenador de despesa permanecerá inscrito no rol de devedores do CCIMAR até a regularização da impugnação. Verdadeiro Falso.
Até que seja procedida a regularização da impugnação, a DFM poderá suspender o atendimento de solicitações de repasse à UG. Falso Verdadeiro.
A despesa impugnada ou a importância sacada indevidamente será levada à responsabilidade do ordenador de despesa. Verdadeiro Falso.
Documento de despesa é o documento revestido das formalidades legais, emitido em decorrência de fornecimento de material ou prestação de serviço. Verdadeiro Falso.
Todo e qualquer documento de despesa, cuja emissão seja legalmente autorizada pela autoridade competente, será hábil para comprovação. Validade Documento de despesa.
A secretaria da fazenda é a autoridade competente para autorizar a emissão de documentos de despesa em nível Federal, estadual ou municipal, excetuadas as faturas emitidas por OMPS bem como as portarias de despesas e demais documentos previstos para formalizar pagamento ou transferências internas. Verdadeiro Falso.
São tipos de documentos de despesa: Nota fiscal NF Recibo de Pagamento de Autônomo RPA Contas de Concessionárias de Serviço Público Documento de Arrecadação de Receitas Federais DARF Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais e Municipais DAR Faturas de OMPS Guia de Providência Social GPS.
São fases do controle interno: Organização das rotinas de controle interno Prestação de contas Fiscalização Liquidação Pagamento Empenho.
A determinação das fases de controle interno NÃO deve ser considerada como limitativa da ação das UG, visto que a estas compete definir os procedimentos internos para atendimento, aperfeiçoamento e complementação desses controles, considerando as peculiaridades de cada uma. Verdadeiro Falso.
A quem cabe organizar as rotinas de controle interno, adaptáveis às condições peculiares de cada uma e as diferentes contas de gestão existentes, que permitam uma avaliação e fiscalização efetiva, no sentido de assegurar a regularidade na Guarda e aplicação de numerários valores e outros bens sob a responsabilidade das UG? UG DFM DGOM CCIMAR.
O estabelecimento das rotinas de controle interno deve ser formalizado por meio de: OI ou documento equivalente OS ou documento equivalente Portaria ou documento equivalente Plano do dia ou documento equivalente.
Trocar o segredo do(s) cofre(s) da UG, cujo conhecimento deve ser restrito ao_______________, por ocasião das transferências de responsabilidades, mantendo cópia, em envelope lacrado, com o ordenador de despesa. Agente financeiro ou gestor correspondente Ordenador de despesa ou gestor correspondente Agente Fiscal ou gestor correspondente.
É a apresentação do processo organizado, mediante o qual o ordenador de despesa comprova, perante ao CCIMAR, os atos de gestão praticados pelos agentes responsáveis nas respectivas contas de gestão ou de responsabilidade. Prestação de contas Conselho de gestão Conta de gestão Conta de responsabilidade.
Para as demais contas de gestão, que não a execução financeira, considera-se como EMPENHO a emissão de ORDEM DE COMPRA e PEDIDO DE SERVIÇO. Verdadeiro Falso.
Prestação de contas é a apresentação de processo organizado, mediante a qual o ordenador de despesa com prova, perante à/ao: CCIMAR DFM DGOM.
O envio da prestação de contas somente ocorrerá mediante solicitação do CCIMAR e se dará SEM Ofício, capeada pelo Documento de Encaminhamento de Prestação de Contas (DEC). Verdadeiro Falso.
Ao término da gestão por Extinção ou Desarmamento da OM ou por Encerramento da conta de gestão deverá ser constituída a: Prestação de contas por término de gestão Prestação de contas por extinção ou desarmamento OM.
Por ocasião da passagem de função dos agentes responsáveis das contas de gestão, à exceção do Agente Fiscal e dos agentes subordinados, deverá ser anexada na respectiva prestação: Declaração de passagem e Assunção de função Última prestação e Assunção de função Declaração de passagem e última prestação.
Os Agente Financeiro e o Gestores devem transferir suas responsabilidades a seus substitutos, devendo ser lançado em suas Cadernetas-Registro( CR) tanto a assunção quanto a passagem dessas responsabilidades. Verdadeiro Falso.
Consiste na verificação, e consequente aprovação ou não, dos processos de prestação de contas dos atos de gestão praticados pelos agentes responsáveis nas contas de gestão da OM, num determinado período, e de responsabilidade, ao término da aplicação. Fiscalização Verificação de Contas.
Consiste no exame e apreciação dos processos de prestação de contas por relator capacitado. Verificação de Contas Fiscalização.
O resultado da verificação de contas será formalizado em: Parece de Análise de Contas Inicial PACI BONO Ordem de Serviço.
A aprovação das contas será exarada(registrada) pelo_____________ no __________ , que será anexado da prestação de contas. OD , PACI OD , BONO Agente fiscal , PACI Agente fiscal , BONO.
A estrutura, funcionamento e atribuições do Conselho de Gestão estão detalhadas na: SGM-107 SGM-108 SGM-109 SGM-106.
Report abuse Terms of use
We use cookies to personalize your experience. If you continue browsing you will be accepting its use. More information.