Materiais de aviação e processos

INFO
STADISTICS
RECORDS
Title of test:
Materiais de aviação e processos

Description:
simulado da materia do curso básico de MMA

Author:
Gabriel Farias
(Other tests from this author)

Creation Date:
04/12/2018

Category:
Others
Click 'LIKE' to follow the bests test of daypo at facebook
Last comments
No comments about this test.
Content:
Peças com fios de rosca e rebites são usualmente identificados pelas letras: AN, NAS, NASCA NAS, NASCA, MM AN, NAS, MS NC, NASC, MS.
São os dois tipos de parafusos: Bolts e Screw Screw e rosca soberba Rivinuts e Bolts Hi-shear e rosca soberba.
É sempre apertado pela cabeça: Bolts Rosca soberba.
As roscas podem ser classificadas pelo: Tipo de fio de rosca (NC, NF, UNC, UNF) e classes de acabamento Tipo de fio de rosca (NC, NF, UNC, UNF) e tipos de acabamento Tipo de usinagem e classes de acabamento Tipo de fio de rosca (NC, NF, UNC, UNF) e classes de usinagem.
Os parafusos AN são encontrados nos estilos: Hexagonal, Clevis e com gancho Pentagonal, Clevis e com olhal Hexagonal, MMS e com olhal Hexagonal, Clevis e com olhal.
Os parafusos NAS são encontrados com: Cabeça octogonal, encaixe na cabeça para ferramentas e com cabeça escariada Cabeça hexagonal, encaixe na cabeça para pinagem e com cabeça escariada Cabeça hexagonal, encaixe na cabeça para ferramentas e com cabeça escariada Cabeça redonda, encaixe na cabeça para ferramentas e com cabeça escariada.
Os parafusos podem ser identificados pelo: Formato da cabeça e método de fixação Formato da cabeça, método de fixação, material usado na fabricação ou emprego determinado Formato da rosca, método de fixação, material usado na fabricação ou emprego determinado Formato da cabeça, método de preenchimento, material usado na fabricação ou emprego determinado.
As porcas de aviação podem ser divididas em dois grupos gerais: Sextavada e Lisa Comuns e Hexagonal Comuns e Auto-freno Castelada e Auto-freno.
São porcas comuns de aviação, exceto: Lisa e Castelo Elastic stop e Boot Hexagonal leve e Lisa leve Castelada de cisalhamento e Sextavada lisa.
Os dois tipos de porcas auto-freno, de uso mais comum, são: Metal e Freno de Fibra Metal e boot Freno de Fibra e elastic stop Aço inoxidável e boot.
As porcas de chapa devem ser instaladas quando: Em inspeções condition monitoring Houver uma inspeção Charlie Na fabricação da aeronave Em inspeções on-condition.
As arruelas de aviação usadas no reparo de células de aeronaves podem ser: Planas, especiais ou hi-shear Planas, de pressão ou especiais Planas, freno ou hi-shear Planas, freno ou especiais.
Atuam como calço, para obter uma correta distancia para um conjunto porca e parafuso. Arruela Plana Arruela boot Arruela freno Arruelas especais.
São usadas com parafusos de máquinas ou parafusos de aviação, onde as porcas auto-freno ou casteladas não devem ser instaladas: Arruela plana Arruela freno Arruela especial Arruela boot.
São usadas quando um parafuso precisa ser instalado em ângulo com a superfície ou quando for necessário um perfeito alinhamento entre o parafuso e a superfície: Arruelas planas Arruelas freno Arruelas especiais Arruelas freno à prova de vibração.
Os torquímetros mais utilizados são: Barra de catraca, estrutura rígida, estrutura de catraca Barra flexível, estrutura rígida, estrutura de catraca Barra rígida, estrutura flexível, estrutura de catraca Barra flexível, estrutura rígida, estrutura de flexível.
O sentido de aperto de um parafuso de rosca esquerda é: Somente 1/4 de volta horário Horário de verão Anti-horário Horário.
Os métodos para recuperação de uma rosca interna danificada são: N.D.A Substituição de Buchas e instalação de roscas postiças Heli-coil Fazer uma nova rosca com um macho Usinar a rosca e retrabalhar com o processo antagônico.
A instalação e substituição de buchas são feitas através de: Anodização Alclad Tratamento antagônico de temperatura Tratamento a laser .
De acordo com as roscas postiças heli-coil, e incorreto afirmar que: São como buchas Arame de seção rombica enrolado com precisão Não devem ser usados em locais que requerem frequente montagem e desmontagem Acomodam peças com rosca externa.
As luvas acres são instaladas: Em furos destinados à heli-coil e buchas Em furos destinados à parafusos helicoidais e rebites Em furos destinados à parafusos padrão e rebites Em furos destinados à parafusos padrão e Arruelas planas.
É utilizada para cortar o excesso da luva acre no final da instalação a ferramenta: 9501 2501 6501 3501.
A principal diferença entre buchas e luvas é que: Buchas são lisas Luva acre é rosqueada Buchas são lisas e Luva acre são rosqueadas Buchas são rosqueadas e Luva acre são lisas.
São prendedores de abertura rápida, exceto: Dzus Camloc Airloc Armlock.
Os cabos de comando são meios mais amplamente utilizados para acionamento das superfícies: Supletivas dos controles de voo Adjacentes dos controles de voo Primárias dos controles de voo Secundárias dos controles de voo.
Na construção dos cabos de comando, o primeiro e o segundo número (6x7) na designação do cabo significam, respectivamente: Pernas e fios Fios e pernas Enrolamento e bitola Seção transversal e penas.
Os Pinos mais utilizados em estruturas de aeronaves são, exceto: Pino de cônico Pino de Cabeça chata Rollpins Contra-pino.
O comprimento do corpo do rebite é dado: Pela espessura do material a ser rebitado Pelo comprimento do material a ser rebitado Pela largura do material a ser rebitado Pelo tipo de material a ser rebitado.
Os rebites sólidos são identificados pelos: Materiais que são feitos Tipo de cabeça e condições de têmpera Tamanho da espiga Todas estão corretas.
Os rebites mais usados na parte externa da aeronave são: Cabeça de lentilha Cabeça universal Cabeça chanfrada Cabeça chata.
São pinos rebites classificados como especiais; mas, não são do tipo cego. Esse rebite tem a mesma resistência ao cisalhamento do que um parafuso de igual diâmetro com 40% do peso, e leva 1/5 do tempo para a instalação, comparado a um conjunto parafuso porca e arruela. São essencialmente parafusos sem rosca, estamos falando do: Hi-shear Deutsch Dill Rivnut Cherry-lock Pull-Thru.
Os plásticos transparentes são classificados de acordo com sua reação: Ao calor A pressão A cargas elétricas N.D.A.
As duas classes que dividem plásticos transparentes são: Isolantes e termo-retráteis Termoplásticos e Termo-endurecidos Termoplástico e Reforçado Termo endurecidos e Isolantes.
Plásticos transparentes são fabricados em duas formas, são elas: Laminado e modular Bloco e fatiado Fatiado e laminado Bloco e laminado.
Os componentes de plástico reforçado da aeronave, são formados tanto por laminados________, quanto laminados tipo_______. Modular; bloco Sólidos; sanduíche Sólidos; reforçados Sanduíche; modular.
São as borrachas sintéticas mais usadas: Butyl, Bunas e Neopreno Butyl, Carburada e Neopreno Bunas e Neopreno Butyl e Neopreno.
São características do Butyl, exceto: Dilata-se em contato com derivados do petróleo ou solventes minerais (muito utilizadas com fluídos hidráulicos) Resistência a penetração de gás Resistência a deterioração Resistência a altíssimas variações de pressão.
São características da Buna-S, exceto: Dilata-se em contato com derivados do petróleo ou solventes minerais (muito utilizadas com fluídos hidráulicos) Pouca resistência a gasolina Pouca resistência a óleo, ácidos concentrados e solventes Normalmente usada para pneus, câmaras de ar, substituindo a borracha natural.
São características da Buna-N, exceto: Normalmente usada para pneus, câmaras de ar, substituindo a borracha natural Boa resistência em temperaturas acima de 130°C Podem ser requisitadas para atuar em temperaturas abaixo de -20°C É usada geralmente em tubulações de óleo e gasolina, forro de tanques, gaxetas e selos.
Possui grande resistencia a sistemas que utilizam gasolina não aromática. No entanto possuem baixa resistência a sistemas que utilizam gasolina aromática, e possui também uma grande resistência a óleo, estamos falando da borracha: Thiokol Borracha de silicone Neopreno Butyl.
Existem dois tipos de elásticos para amortecedores: o tipo 1, um____________, e o tipo 2, um anel contínuo conhecido como_____. Elástico reto; bungee Elástico circular; bungee Elástico de silicone; bungee Elástico de Thiokol; bungee.
As gaxetas são conhecidas também por outro nome, que é: Gaskets Vedadores dinâmicos Vedadores estáticos Seals.
As temperaturas alcançadas durante a operação da borracha de silicone podem ser entre: abaixo de 60°C e -60°C acima de 280°C e -10°C acima de 280°C e -280°C acima de 280°C e -60°C.
Os diâmetros fornecidos para elásticos de amortecedores são em: 17/56'' a 17/12'' 1/4" a 13/16" 16/33" 1/2''.
As gaxetas são mais utilizadas em partes moveis como: cilindros bombas válvulas seletoras todas estão corretas.
As gaxetas podem ter alguns formatos, eles são em: O, V, U A, B, C W, X, Y, Z S, T, U, V.
A principal função dos O-rings são as de: Manter a posição correta do vedadores em ''V'' Usado em conjuntos de freios Evitar vazamentos internos e externos N.D.A.
As juntas de vedação são usadas como: N.D.A Selos estáticos entre duas superfícies planas Utilizada para evitar vazamentos internos e externos Posiciona e mantém os vedadores em "V" imóveis.
Os limpadores são utilizados para : N.D.A Selos estáticos entre duas superfícies planas Limpar e lubrificar a porção exposta dos eixos dos cilindros Utilizada para evitar vazamentos internos e externos.
Os dois tipos mais comuns de selantes são: Simples e duplo Simples e composto Composto e modular Junção quente e junção fria.
As partes do selante composto são conhecidas como: Base química e catalisador endotérmico Base selante e catalisador ou acelerador Base dupla e catalisador Catalisador e condensador.
As corrosões nas ligas de alumínio e magnésio podem se apresentar como: Pó Branco Pequenas cavidades ásperas combinadas com um depósito de pó branco ou cinza Película verde Ferrugem avermelhada.
As corrosões nas ligas de cobre podem se apresentar como: Pequenas cavidades ásperas combinadas com um depósito de pó branco ou cinza Película verde Ferrugem avermelhada Pó Branco.
As corrosões no aço podem se apresentar como: Pequenas cavidades ásperas combinadas com um depósito de pó branco ou cinza Película verde Ferrugem avermelhada Pó Branco.
As duas classificações para corrosão que cobrem a maior parte das formas específicas são: Ataque físico direto e ataque eletroquímico Ataque químico direto e ataque eletrochoque Ataque químico direto e ataque eletroquímico Ataque químico indireto e ataque eletroquímico.
O processo de corrosão sempre envolve duas alterações simultâneas, são elas: O metal sofre uma transformação parabólica e o agente sofre uma transformação catódica O metal sofre uma transformação catastrófica e o agente sofre uma transformação catódica O metal sofre uma transformação anódica e o agente sofre uma transformação catódica O metal sofre uma transformação periódica e o agente sofre uma transformação catódica.
Uma diferença entre ataque químico direto e ataque eletroquímico é que: No químico direto, transformações anódicas e catódicas acontecem à distância, enquanto que no eletroquímico ocorrem à distância No químico direto, transformações anódicas e catódicas acontecem no mesmo ponto, enquanto que no eletroquímico ocorrem à distância No químico direto, transformações anódicas e catódicas acontecem no mesmo ponto, enquanto que no eletroquímico ocorrem no mesmo ponto No químico direto, transformações anódicas e catódicas acontecem à distância, enquanto que no eletroquímico ocorrem no mesmo ponto.
No ataque eletroquímico, dois metais são ligados por um eletrólito, esses dois metais são conhecidos como: Módulos equidistantes Células locais Módulos locais Células equidistantes.
Para ser concretizado, um ataque corrosivo eletroquímico requer um: Requer um meio intermediário Requer um catalisador Requer um potencializador Não requer nada.
As formas de corrosão mais comuns de serem encontradas em células de aeronaves são, exceto: Superficial e entre metais diferentes Intergranular e Tensão fraturante (stress) Tensão por atrito (Fretting) Cracking.
Rugosidade generalizada, manchas e cavidades minúsculas são características da corrosão Superficial Stress Fretting Intergranular.
Dois metais ligados através de um eletrólito sofrem um ataque eletroquímico são características da corrosão: Stress Entre metais diferentes Intergranular Fretting.
A superfície começa a ficar estufada e descamar em blocos, são características da corrosão: Entre dois metais diferentes Stress Intergranular Fretting.
Ocorre como resultado do efeito combinado de cargas de tensão residual e meio ambiente corrosivo, são características da corrosão: Entre dois metais diferentes Fretting Stress Intergranular.
Rugosidade das superfícies e acúmulo de limalha fina é o resultado da corrosão: Entre metais diferentes Tensão fraturante (stress) Por atrito (Fretting) Superficial.
O meio mais prático para remoção completa de uma corrosão é: Por meios químicos Por meios mecânicos Por meios elétricos Por meios eletrônicos.
São as formas de ataque corrosivas mais sérias em ligas de alumínio: Fretting, pit's e stress Pit's, stress e intergranular Pit´s e corrosão entre metais diferentes Intergranular e corrosão superficial.
Laminação de uma fina camada de alumínio puro sobre as duas faces de uma chapa, relativamente mais grossa de uma liga de alumínio com mais resistência mecânica. Esse processo é chamado de: Anodização Fretting Alclad ou cladding Pit's.
Alclad não deve ser usado em: Alumínio limpo Alumínio anodizado Alumínio polido Alumínio corroído.
O ataque corrosivo no magnésio é inicialmente percebido por: Aparecimento de fuligem avermelhada Metal estufado e leve coloração esverdeada Levantamento da pintura e o aparecimento de manchas brancas no metal N.D.A.
Em relação ao tratamento anticorrosivo do titânio e suas ligas, é correto afirmar que: Utiliza-se lã de aço Utiliza-se desincrustadores metálicos Utiliza-se escovas de aço Todas estão erradas.
Para prevenir ou evitar contatos entre dois metais diferentes , que um deles não seja o magnésio, utiliza-se: Uma pintura de duas camadas de cloreto de sódio antes da tinta base Uma pintura de duas camadas de cromato de zinco antes da tinta base Uma pintura de duas camadas de ácido sulfúrico antes da tinta base Uma pintura de uma camada de cromato de zinco antes da tinta base.
Para prevenir contato entre dois metais diferentes, com um deles sendo o magnésio, utiliza-se: Uma pintura de duas camadas de cromato de zinco e uma camada de filme de vinyl de 3" Uma pintura de duas camadas de ácido sulfúrico e uma camada de filme de vinyl de 0,003" Uma pintura de uma camada de cromato de zinco e uma camada de filme de vinyl de 0,003" Uma pintura de duas camadas de cromato de zinco e uma camada de filme de vinyl de 0,003" .
A corrosão possui limites de reparo, são eles: Dano Irreparável e desprezível Dano reparável por um emendo Dano reparável por um esforço Todas estão corretas .
No processo de limpeza na preparação da superfície é preferível uma limpeza química à limpeza mecânica pelo fato de que: A limpeza mecânica diminui a aderência do metal base Na limpeza mecânica nada do metal base é removido Na limpeza química nada do metal base é removido Na limpeza química há desbaste de material do metal base.
Os metais mais comumente usados na Galvanoplastia (eletrodeposição) são: Estanho, cádmio, zinco e níquel Estanho, magnésio, zinco e níquel Estanho, cádmio, zinco e magnésio Estanho, cádmio, zinco e alumínio.
A metalização por pulverização é feita: Através da aplicação de metal cladeado sobre uma base sólida, por borrifamento Através da aplicação de metal forjado sobre uma base sólida, por borrifamento Através da aplicação de metal fundido sobre uma base sólida, por borrifamento Através da aplicação de metal extrudado sobre uma base sólida, por borrifamento.
Report abuse Terms of use
We use cookies to personalize your experience. If you continue browsing you will be accepting its use. More information.