Português final 6º ano

INFO
STADISTICS
RECORDS
Title of test:
Português final 6º ano

Description:
Avaliação Final de Língua Portuguesa 6º ano

Author:
AVATAR

Creation Date:
12/11/2017

Category:
Others
Click 'LIKE' to follow the bests test of daypo at facebook
Last comments:
No comments about this test.
Make a comment?
Login at daypo to comment the test.
Content:
ÁGUA Da nuvem até o chão, do chão até o bueiro Do bueiro até o cano, do cano até o rio Do rio até a cachoeira Da cachoeira até a represa, da represa até a caixa-d’água Da caixa-d’água até a torneira, da torneira até o filtro Do filtro até o copo QUAL É A IDEIA PRINCIPAL DO TEXTO ACIMA? Os sons que a água faz. Os diferentes lugares onde encontramos a água. O caminho que a água faz para chegar até nós. A poluição das águas por todas as pessoas.
As mina de Sampa [...] As mina de Sampa são modernas, eternas dondocas! Mas pra sambar no pé tem que nascer carioca. Tem mina de Sampa que é discreta, concreta, uma lady! Nas rêivi ela é véri, véri krêizi. Eu gosto às pampas das mina de Sampa! As mina de Sampa estão na moda, na roda, no rock, no enfoque! É do Paraguai a grife made in Nova Iorque. As mina de Sampa dizem mortandeila, berinjeila, apartameintu! Sotaque do bixiga, nena, cem pur ceintu. DE ACORDO COM O TEXTO, O QUE É NECESSÁRIO PRA SAMBAR NO PÉ? Nascer em Sampa. Ser moderna. Ser uma lady. Nascer carioca.
MARQUE A FRASE RETIRADA DO TEXTO QUE REPRESENTA UMA OPINIÃO. "Ficou bacana!..." "Ela também se machucou..." "Seu dedo está mesmo quebrado..." "Sua vez, Úrsula!".
O EPISÓDIO DA HISTÓRIA QUE GERA HUMOR É: A constatação, pelo médico, da existência de uma fratura. A revelação que a amiguinha de Suriá é uma elefanta. A satisfação de Suriá com o atendimento médico. A imobilização do dedo da paciente.
NO ÚLTIMO QUADRINHO, O MÉDICO DEMONSTRA. Raiva. Espanto. Alegria. Tristeza.
O CONTO DA MENTIRA Rogério Augusto Todo dia Felipe inventava uma mentira. “Mãe, a vovó tá no telefone!”. A mãe largava a louça na pia e corria até a sala. Encontrava o telefone mudo. O garoto havia inventado morte do cachorro, nota dez em matemática, gol de cabeça em campeonato de rua. A mãe tentava assustá-lo: “Seu nariz vai ficar igual ao do Pinóquio!”. Felipe ria na cara dela: “Quem tá mentindo é você! Não existe ninguém de madeira!”. O pai de Felipe também conversava com ele: “Um dia você contará uma verdade e ninguém acreditará!”. Felipe ficava pensativo. Mas no dia seguinte... Então aconteceu o que seu pai alertara. Felipe assistia a um programa na TV. A apresentadora ligou para o número do telefone da casa dele. Felipe tinha sido sorteado. O prêmio era uma bicicleta: “É verdade, mãe! A moça quer falar com você no telefone pra combinar a entrega da bicicleta. É verdade!” A mãe de Felipe fingiu não ouvir. Continuou preparando o jantar em silêncio. Resultado: Felipe deixou de ganhar o prêmio. Então ele começou a reduzir suas mentiras. Até que um dia deixou de contá-las. Bem, Felipe cresceu e tornou-se um escritor. Voltou a criar histórias. Agora sem culpa e sem medo. No momento está escrevendo um conto. É a história de um menino que deixa de ganhar uma bicicleta porque mentia... FELIPE COMEÇOU A REDUZIR SUAS MENTIRAS PORQUE: começou a escrever um conto. deixou de ganhar uma bicicleta. inventou ter sido sorteado por um programa de TV. seu pai alertou sobre as consequências da mentira.
“A mãe de Felipe tentava assustá-LO.” O TERMO DESTACADO SUBSTITUI: O pai de Felipe. Pinóquio. O cachorro. Felipe.
O CONTO DA MENTIRA Rogério Augusto Todo dia Felipe inventava uma mentira. “Mãe, a vovó tá no telefone!”. A mãe largava a louça na pia e corria até a sala. Encontrava o telefone mudo. O garoto havia inventado morte do cachorro, nota dez em matemática, gol de cabeça em campeonato de rua. A mãe tentava assustá-lo: “Seu nariz vai ficar igual ao do Pinóquio!”. Felipe ria na cara dela: “Quem tá mentindo é você! Não existe ninguém de madeira!”. O pai de Felipe também conversava com ele: “Um dia você contará uma verdade e ninguém acreditará!”. Felipe ficava pensativo. Mas no dia seguinte... Então aconteceu o que seu pai alertara. Felipe assistia a um programa na TV. A apresentadora ligou para o número do telefone da casa dele. Felipe tinha sido sorteado. O prêmio era uma bicicleta: “É verdade, mãe! A moça quer falar com você no telefone pra combinar a entrega da bicicleta. É verdade!” A mãe de Felipe fingiu não ouvir. Continuou preparando o jantar em silêncio. Resultado: Felipe deixou de ganhar o prêmio. Então ele começou a reduzir suas mentiras. Até que um dia deixou de contá-las. Bem, Felipe cresceu e tornou-se um escritor. Voltou a criar histórias. Agora sem culpa e sem medo. No momento está escrevendo um conto. É a história de um menino que deixa de ganhar uma bicicleta porque mentia... NO DESFECHO DO CONTO, FICAMOS SABENDO QUE FELIPE: continua contando mentira para seus pais. decide ler todos os livros sobre o Pinóquio. torna-se um escritor e volta a criar histórias. escreve um livro de normas para o campeonato de rua.
"O mundo está esquentando por causa do efeito estufa. E a razão do efeito estufa é o acúmulo, na atmosfera, de gases que não deixam o calor da Terra escapar para o espaço, especialmente gases de carbono. Cada árvore contém carbono, que, se não estivesse lá, subiria à atmosfera e aqueceria o globo. Portanto, a própria existência da floresta ajuda a diminuir o problema." (Superinteressante - Julho/2004) A PALAVRA "LÁ" EM "...“Cada árvore contém carbono, que, se não estivesse LÁ, subiria para à atmosfera..." REFERE-SE À: em cada árvore. na atmosfera. na terra. na floresta.
"O mundo está esquentando por causa do efeito estufa. E a razão do efeito estufa é o acúmulo, na atmosfera, de gases que não deixam o calor da Terra escapar para o espaço, especialmente gases de carbono. Cada árvore contém carbono, que, se não estivesse lá, subiria à atmosfera e aqueceria o globo. Portanto, a própria existência da floresta ajuda a diminuir o problema." (Superinteressante - Julho/2004) DE ACORDO COM O TEXTO, O QUE É NECESSÁRIO PARA O EFEITO ESTUFA DIMINUIR? Evitar o desmatamento e a poluição do ar. Cortar as árvores. Acumular carbono na atmosfera. Remover o carbono das árvores.
Report abuse Terms of use
We use cookies to personalize your experience. If you continue browsing you will be accepting its use. More information.