Implementação de Banco de Dados

INFO
STADISTICS
RECORDS
Title of test:
Implementação de Banco de Dados

Description:
Aula 6 a 10

Author:
AVATAR

Creation Date:
14/11/2018

Category:
Computers
Click 'LIKE' to follow the bests test of daypo at facebook
Last comments
No comments about this test.
Content:
A partir das relações abaixo, responda em SQL: quantos alunos (nota maior ou igual a 6) foram aprovados na disciplina 'Banco de Dados' com o professor 'Rui'? Use inner join. Relações: PROFESSOR (idprofessor, nomeprofessor); LECIONA (idprofessor, iddisciplina); DISCIPLINA (iddisciplina, nomedisciplina); ALUNO (matricula, nomealuno); MATRICULA (inscrição, iddisciplina, matricula, nota, período, ano) SELECT count(distinct) AS total FROM professor p INNER JOIN leciona l ON p.idprofessor = l.idprofessor INNER JOIN disciplina d ON l.iddisciplina = d.iddisciplina INNER JOIN matricula m ON m.iddisciplina = d.iddisciplina WHERE nomeprofessor = 'Rui' AND nomedisciplina = 'Banco de Dados' SELECT count(distinct) AS total FROM professor p RIGHT JOIN leciona l ON p.idprofessor = l.idprofessor RIGHT JOIN disciplina d ON l.iddisciplina = d.iddisciplina RIGHT JOIN matricula m ON m.iddisciplina = d.iddisciplina WHERE nomeprofessor = 'Rui' OR nomedisciplina = 'Banco de Dados' SELECT count(*) AS total FROM professor p LEFT JOIN leciona l ON p.idprofessor = l.idprofessor LEFT JOIN disciplina d ON l.iddisciplina = d.iddisciplina LEFT JOIN matricula m ON m.iddisciplina = d.iddisciplina WHERE nomeprofessor = 'Rui' OR nomedisciplina = 'Banco de Dados'.
Qual comando representa a especificação abaixo? Especifica a junção entre duas tabelas com uma cláusula de junção explícita. GROUP BY INNER JOIN WHERE.
São tipos de JOIN: Apenas o INNER JOIN e o LEFT JOIN. INNER JOIN, LEFT JOIN e RIGHT JOIN. SELECT JOIN e INNER JOIN.
A junção irrestrita também é conhecida como: Junção Exterior Junção Cruzada Junção Contínua.
São restrições para manipular (INSERT, DELETE ou UPDATE) os dados de uma tabela no banco dados através de uma visão, EXCETO: Não possuir junções, ou seja, ter sido criada sobre uma única tabela. A chave primaria estar contida na consulta que originou a visão. As cláusulas GROUP BY ou HAVING não estarem presentes na sua consulta.
A operação SQL que recupera tuplas provenientes de duas tabelas é: Seleção Junção Projeção.
Conforme a relação de empregado abaixo, através da álgebra relacional, escolha a opção que selecione o nome e endereço de cada empregado, que possua salário superior a R$ 5.000,00. Empregado(matrícula, nome, endereço, salário, departamento, cargo). π nome,endereço (Empregado) X (δ salario>5000 (Empregado)) π nome,endereco (δ salario>5000 (Empregado)) δ nome,endereco (π salario>5000 (Empregado)).
Uma operação de junção pode ser considerada uma sequência de duas operações. São elas: PRODUTO CARTESIANO E PROJEÇÃO PRODUTO CARTESIANO E SELEÇÃO SELEÇÃO E PROJEÇÃO.
Qual a sintaxe SQL-SELECT errada? SELECT COLUNA1, COLUNA2 FROM TABELA1 WHERE COLUNA3 IN (1,2,3); SELECT COLUNA1, COLUNA2 FROM TABELA1 WHERE COLUNA3 LIKE ('%X%') ORDER BY 3; SELECT COLUNA1, COLUNA2, COLUNA3 FROM TABELA1 ORDER BY 1 ASC, 2 DESC, 3 ASC;.
Um sistema de informação usa um banco de dados relacional que possui tabelas cujos esquemas em SQL estão representados a seguir. O sistema também possui uma consulta que integra um de seus relatórios, conforme indicado a seguir: SELECT A.nome, E.descricao FROM Evento E FULL JOIN Atuacao T ON E.id = T.idEvento FULL OUTER JOIN Artista A ON T.idArtista = A.id Considerando que todas as tabelas possuem dados, o resultado da consulta utilizada no relatório e: O nome de todos os artistas, a descrição de todos os eventos e, caso eles se relacionem, os dois combinados. O nome de todos os artistas combinados com a descrição de todos os eventos O nome de todos os artistas e, caso eles participem de eventos, a descrição do evento.
Listar cpf e nome do cliente que possui o veículo placa BDQ2012. SELECT c.cpf, v.veiculo FROM Veiculo v INNER JOIN Cliente c ON v.Cliente_cpf = c.cpf WHERE v.placa = 'BDQ2012'; SELECT c.cpf, c.nome FROM Veiculo v INNER JOIN Cliente c ON v.Cliente_cpf = c.cpf WHERE v.placa = 'BDQ2012'; SELECT c.cpf, c.cliente FROM Veiculo v INNER JOIN Cliente c ON v.Cliente_cpf = c.cpf WHERE v.placa = 'BDQ2012';.
Para se obter a quantidade de empregados por cargo deve-se digitar qual o select abaixo: SELECT C.DESCRICAO AS CARGO, COUNT(E.MATRICULA) AS QTDE GROUP BY C.DESCRICAO FROM CARGO C INNER JOIN EMPREGADO E ON C.CODIGO = E.CARGO; SELECT C.DESCRICAO AS CARGO, COUNT(E.MATRICULA) AS QTDE FROM CARGO C INNER JOIN EMPREGADO E ON C.CODIGO = E.CARGO GROUP BY C.DESCRICAO; SELECT C.DESCRICAO AS CARGO, COUNT(E.MATRICULA) AS QTDE FROM CARGO C INNER JOIN EMPREGADO E GROUP BY C.DESCRICAO;.
Qual das consultas abaixo retorna o nome e a placa de todos os veículos? SELECT v.placa, c.nome FROM Veiculo v INNER JOIN Cliente c ON v.Cliente_cpf = c.cpf; SELECT placa FROM Veiculo INNER JOIN Cliente ON Cliente_cpf = cpf; SELECT v.placa, c.nome FROM Cliente INNER JOIN Cliente c ON v.Cliente_cpf = c.cpf;.
Em uma junção Cruzada entre três tabelas com respectivamente 10, 8 e 4 resgistros, gerará uma saída com quantos registros? 220 registros 160 registros 320 registros.
Na sintaxe ANSI da junção Interior, na sua forma padrão é: select [colunas] from tabela1 INNER JOIN tabela2 ON ; select [colunas] from tabela1 RIGHT JOIN tabela2 ON ; select [colunas] from tabela1 LEFT JOIN tabela2 ON ;.
Considere as afirmações abaixo: 1. As relações podem ser manipuladas através de operadores relacionais. Embora não seja utilizada frequentemente, devido à sua complexidade, ela ajuda a esclarecer a manipulação relacional e estabelece os fundamentos para o aprendizado da SQL. 2. A Álgebra Relacional é um conjunto de operações usadas para manipular relações e é oriunda da Teoria dos Conjuntos da matemática. 3. A Álgebra Relacional é fechada, o que significa que os resultados de uma ou mais operações relacionais são sempre uma relação. São VERDADEIRAS: 1 e 2. 1, 2 e 3. 2 e 3.
Qual dos operadores de conjunto a seguir, devemos tomar cuidado na hora de colocarmos a ordem das tabelas, pois retorna diferentes resultados ao se inverter a ordem das tabelas? UNION MINUS MINUS ALL.
Qual opção abaixo representa uma sequência de operadores de conjunto? varchar, primary key, references e check foreign key, primary key, references e unique union, union all, intersect e except.
Sabendo que a estrutura da tabela é: ID_EMP_MATRICULA, VC_EMP_NOME, NU_EMP_CARGO, NU_EMP_SALARIO, NU_EMP_GRATIFICACAO, NU_EMP_DESCONTO. Pede-se que, exiba a(s) matrícula(s), o(s) nome(s), o(s) salário(s) líquido(s) do(s) maior(es) salário(s) pago(s) aos empregados pela empresa, apenas dos que sejam do cargo de código 99 e que o salário líquido seja maior que 3000. Para se resolver essa consulta deve-se obrigatoriamente usar além das argumentos SELECT e FROM, usar: WHERE, GROUP BY e HAVING. WHERE e SUBQUERY. WHERE, GROUP BY e SUBQUERY.
Uma consulta que ocorre dentro de outro comando SQL é denominada: Consulta externa Subconsulta Consulta interna.
(FCC - 2009 - Análise de Sistemas - Suporte - ADAPTADA) Uma instrução Select usada na cláusula Where ou Having de outra instrução Select é Uma visão. Um crosstab. Uma subconsulta.
Qual dos tipos de sub-consulta que faz referência a uma coluna da tabela da consulta externa? Sub-Consulta Multi-Valorada Sub-Consulta Correlata Sub-Consulta Multi-Linhas.
Qual dos operadores de comparação de consultas Multi-Linhas a seguir NÃO é válido? = ANY = <> ALL.
(FGV - 2010 - DETRAN-RN - Assessor Técnico - Administração de Banco de Dados) Assinale a alternativa correta sobre fragmento de comando a seguir: (select distinct nome_cliente from contas) intersect (select distinct nome_cliente from emprestimos) Se um cliente tem diversas contas e empréstimos no banco, aparecerá somente uma vez no resultado. Se um cliente tem diversas contas e empréstimos no banco, aparecerá todas as repetições no resultado. Se um cliente possui conta mas não possui empréstimos no banco, aparecerá no resultado.
Com base nas tabelas empregado(mat, cpf, nome) e aluno(mat, cpf, nome), assinale a opção correta que corresponde à consulta a seguir: select cpf from empregado intersect select cpf from aluno; A consulta exibirá o cpf dos empregados que também são alunos A consulta exibirá o cpf de todos os empregados e de todos os alunos A consulta incluirá na tabela empregado todos os cpf dos alunos.
Sabendo que a estrutura da tabela é: ID_EMP_MATRICULA, VC_EMP_NOME, NU_EMP_CARGO, NU_EMP_SALARIO, NU_EMP_GRATIFICACAO, NU_EMP_DESCONTO. Pede-se que, exiba a(s) matrícula(s), o(s) nome(s), o(s) salário(s) líquido(s) do(s) maior(es) salário(s) pago(s) aos empregados pela empresa. Qual a alternativa válida: SELECT E.ID_EMP_MATRICULA AS MATRICULA, E.VC_EMP_NOME AS NOME, (E.NU_EMP_SALARIO + E.NU_EMP_GRATIFICACAO - E.NU_EMP_DESCONTO) AS LIQUIDO FROM EMPREGADO E INNER JOIN CARGO C ON E.NU_EMP_CARGO = C.ID_CAR_CODIGO WHERE E.NU_EMP_SALARIO IN MAX(E.NU_EMP_SALARIO); SELECT E.ID_EMP_MATRICULA AS MATRICULA, E.VC_EMP_NOME AS NOME, (E.NU_EMP_SALARIO + E.NU_EMP_GRATIFICACAO - E.NU_EMP_DESCONTO) AS LIQUIDO FROM EMPREGADO E INNER JOIN CARGO C ON E.NU_EMP_CARGO = C.ID_CAR_CODIGO WHERE E.NU_EMP_SALARIO IN (SELECT MAX(X.NU_EMP_SALARIO) FROM EMPREGADO X)); SELECT E.ID_EMP_MATRICULA AS MATRICULA, E.VC_EMP_NOME AS NOME, (E.NU_EMP_SALARIO + E.NU_EMP_GRATIFICACAO - E.NU_EMP_DESCONTO) AS LIQUIDO FROM EMPREGADO E INNER JOIN CARGO C ON E.NU_EMP_CARGO = C.ID_CAR_CODIGO HAVING E.NU_EMP_SALARIO IN (SELECT MAX(X.NU_EMP_SALARIO) FROM EMPREGADO X));.
Uma consulta que ocorre dentro de outro comando SQL é denominada: Consulta externa Consulta interna Subconsulta.
Para criarmos um índice para a tabela Fornecedor pelo Bairro e Cidade devemos dar o seguinte comando: Create Index Forn_Bairro_Cidade ON Fornecedor(Bairro, Cidade) Create Index Forn_Bairro_Cidade From Fornecedor BY Bairro, Cidade Create Index Fornecedor ON Forn_Bairro_Cidade(Bairro, Cidade).
Com relação a Chaves e índices de Banco de Dados: 1 ) Chave designa o conceito de item de busca, ou seja , um dado que será empregado na consulta à base de dados. É um conceito lógico da aplicação; 2 ) Índice e um recurso físico visando otimizar a recuperação de uma informação, via um método de acesso. Seu objetivo principal está relacionado com a performance do sistema. 3 ) Uma chave pode ser utilizada como índice , mas um índice não e necessariamente uma chave. 4) Podemos ter em um banco de dados quantos índices desejarmos, sem qualquer tipo de preocupação Escolha a alternativa correta: Apenas os itens 1 e 4 estão corretos. Apenas os itens 1, 2 e 3 estão corretos. Apenas os ítens 2 e 3 estão corretos.
Para sabermos o valor atual em uma sequência, devemos usar: Select NomeSequencia.NEXTVAL from NomeTabela Select NomeSequencia.CURRVAL from Dual Select NomeSequencia.CURRVAL from NomeTabela.
São tipos de visões: Simples Simples e Abstratas Simples e Complexas.
1. ______________ são objetos que apresentam auto-incremento. 2. ______________ uma pseudocoluna utilizada para extrair valores de uma sequence qualquer, sempre que for referenciada. 3. ______________ uma pseudocoluna utilizada para informar o último valor gerado por uma sequence. É sempre incrementada após um ______________ 4. Nextval e currval ___________ ser usados na cláusula VALUES de um comando INSERT 5. Nextval e currval ___________ ser usados dentro de uma subconsulta. (1) sequences (2) nextval (3) currval e nextval (4) podem (5) não podem (1) sequences (2) currval - (3) nextval e nextval (4) não podem (5) podem (1) sequences (2) currval (3) nextval e nextval (4) não podem (5) não podem.
O comando SQL para criar uma visão chamada Eye, abrangendo os atributos A1 e A2 da tabela Pen, é: CREATE VIEW Eye AS SELECT A1, A2 FROM Pen CREATE DROP Eye FROM A1, A2 FROM Pen COMPOSE FLASH Eye AS A1, A2 FROM Pen.
O comando para apagar um visão é: DROP VIEW DELETE VIEW CANCEL VIEW.
Dentre as regras de utilização de NEXTVAL e CURRVAL, qual das opções abaixo NÃO pode ser usada? Na cláusula SET de um comando UPDATE Na cláusula VALUES de um comando INSERT Na cláusula WHERE de um comando DELETE.
Uma visão quando aplicada a uma base de dados, é capaz de: Permitir ao usuário definir os dados que deseja ver no momento da criação de uma consulta Permitir a criação de um conjunto de dados virtual para ser usados em consultas. Permitir a representação conceitualmente os dados de uma base de dados.
Quanto a visões, é correto afirmar: I - Pode-se fazer uma consulta a uma view com as cláusulas Having e Group By. II - Pode-se fazer subconsultas e utilizar operadores de conjunto em uma view. III - Uma visão pode permitir, com restrições que os dados da tabela sejam manipulados em comando de INSERT, UPDATE e DELETE, porém, não armazena estes dados. Todas as afirmações estão corretas. Apenas as afirmações I e II são corretas. Apenas as afirmações I e III são corretas.
Analise as afirmações abaixo: I. Quando fazemos uma consulta em uma View podemos usar todos as clausulas do comando Select, tais como : Where, Group By, Having e Order By. II. Quando fazemos uma consulta em uma View podemos utilizar os operadores relacionais ( in, between, like, is null), os operadores lógicos ( and, or not) e as funções de grupo. III. Quando fazemos uma consulta em uma View podemos fazer junções com uma tabela IV. Quando fazemos uma consulta em uma View podemos fazer subconsultas e utilizar operadores de conjunto; São VERDADEIRAS: I, III e IV. I, II, III e IV. I, II, e IV.
Para iniciar uma transação no Oracle, basta usarmos um comando SQL executável e para encerrar, podemos usar qualquer dos comandos abaixo, com Exceção de: COMMIT SELECT ROLLBACK.
A propriedade que garante que todas as operações de uma transação são refletidas corretamente no banco de dados ou nenhuma será é: Durabilidade Isolamento Atomicidade.
O comando SQL que garante a atomicidade de uma transação é: GRANT COMMIT ROOLBACK.
A propriedade que garante que depois de a transação completar-se com sucesso, as mudanças que ela faz no banco de dados permanecem, até mesmo se houver falha no sistema é: Persistência Durabilidade Atomicidade.
Dentre as propriedades de uma transação, qual delas é responsável por preservar a integridade do banco de dados? Atomicidade Durabilidade Consistência.
Uma unidade de execução de programa delimitada pelos comandos BEGIN TRANSACTION e END TRANSACTION é denominada uma: Operação Transação Seleção.
A propriedade que garante a proteção de uma transação dos efeitos de atualizações executadas por outras transações simultâneas é: Isolamento Consistência Durabilidade.
(CESGRANRIO - 2006 - EPE - Área Tecnologia da Informação) Para as técnicas de controle de concorrência em Bancos de Dados, assinale a afirmativa INCORRETA. O deadlock ocorre quando cada transação em um conjunto de duas ou mais transações espera por algum item que esteja bloqueado por alguma outra transação T no conjunto. Diz-se que uma transação segue o protocolo de bloqueio de duas fases se todas as operações (read_lock, write_lock) precedem a última operação de desbloqueio na transação O problema de espera indefinida (starvation) pode ocorrer se o esquema de espera para itens bloqueados for parcial, dando prioridade a algumas transações sobre as outras.
Qual das opções abaixo NÃO é uma propriedades desejável das transações (Propriedade ACID)? Atomicidade. Integridade. Durabilidade.
A propriedade que garante que depois de a transação completar-se com sucesso, as mudanças que ela faz no banco de dados permanecem, até mesmo se houver falha no sistema é: Atomicidade Coerência Durabilidade.
A propriedade da transação que garante a credibilidade do banco de dados é: Durabilidade Coerência Consistência.
O comando SQL que garante a atomicidade de uma transação é: ROOLBACK COMMIT GRANT.
Report abuse Terms of use
We use cookies to personalize your experience. If you continue browsing you will be accepting its use. More information.