Jamam tp18

INFO
STADISTICS
RECORDS
Title of test:
Jamam tp18

Description:
JAMAM TP18

Author:
JAMAJ
(Other tests from this author)

Creation Date:
06/11/2018

Category:
Others
Click 'LIKE' to follow the bests test of daypo at facebook
Last comments
No comments about this test.
Content:
21 Uma empresa encomenda uma pesquisa de mercado que utilize o método de amostragem aleatória simples. Esse é um caso de amostra probabilística em que cada entrevistado (A) define o seu grau de satisfação com os serviços prestados pela companhia. (B) é conhecido dos entrevistadores e dos diretores da organização. (C) está presente numa lista segmentada por renda, faixa etária e sexo. (D) indica outro entrevistado e assim sucessivamente até o preenchimento da amostra. (E) tem a mesma chance, entre o universo da pesquisa, de ser abordado.
22 Um diretor de empresa identifica a necessidade de recorrer à prática do benchmark. Nesse sentido, ordena a seus gerentes que (A) atendam às necessidades e aos desejos dos funcionários e dos fornecedores. (B) estudem as práticas empregadas pelas melhores empresas do seu setor. (C) identifiquem os concorrentes que faliram nos últimos anos de atuação. (D) reforcem os atributos intangíveis da marca nas campanhas de propaganda. (E) treinem incansavelmente a equipe de vendas e de atendimento ao cliente.
23 Se o gerente comercial de uma companhia de transportes é orientado a pesquisar um novo nicho de mercado, ele deverá levantar dados sobre um (A) grupo restrito de consumidores com necessidades bem específicas. (B) mercado de massa que necessite dos produtos da empresa. (C) mix de clientes selecionados por características iguais. (D) público-alvo com características amplas e indefinidas. (E) segmento de mercado com diversos concorrentes.
24 Um plano de marketing abrange dois níveis: o estratégico, que estabelece a proposta de valor para o mercado, e o tático, que especifica as ações relacionadas à (A) definição dos benefícios proporcionados aos clientes. (B) identificação das oportunidades de mercado. (C) missão e a valores definidos pela direção. (D) promoção, à praça, ao produto e ao preço. (E) visão de longo prazo da companhia.
25 O brand equity de uma organização como a Transpetro se refere ao (A) compromisso intangível da direção com os stakeholders. (B) segmento de mercado em que sua marca se destaca. (C) valor agregado pela marca a seus bens e serviços. (D) comportamento ético de seus colaboradores. (E) custo de logística e distribuição dos produtos.
26 O marketing direto é uma importante ferramenta de comunicação, que pode ser exemplificada pelas ações de (A) merchandising (B) mobile marketing (C) promoção de vendas (D) propaganda na internet (E) relações públicas.
27 O sistema harmonizado é um método utilizado nas transações de importação e exportação, com base em uma convenção internacional que (A) atua como elemento agregador especificamente dos países que atuam em blocos econômicos. (B) equilibra as relações institucionais de compra e venda entre países que se encontram em guerra. (C) funciona como fiador nas pendências econômicas e judiciais de nações em desenvolvimento. (D) ordena os produtos e os classifica em seus diversos aspectos inerentes ao comércio exterior. (E) orienta as disputas jurídicas entre as empresas no âmbito da Organização Mundial do Comércio.
32 Em um modelo integrado de orçamento empresarial, o orçamento de (A) caixa deve ser a primeira etapa no processo de elaboração do modelo. (B) caixa é o principal instrumento de orientação da alocação eficiente de investimentos em novos projetos. (C) caixa deve ser elaborado em um maior número de intervalos, quanto mais sazonais e incertos são os negócios. (D) capital deve ser elaborado em regime misto de caixa e competência, de modo a possibilitar a análise de lucros, prejuízos e disponibilidades em um período projetado. (E) investimentos determina o excesso ou eventual necessidade de recursos financeiros para as operações da empresa.
33 De forma geral, a atividade empresarial cria quatro tipos de valor em produtos ou serviços: forma, tempo, lugar e posse. Dentre esses, dois são criados e controlados pela logística/ cadeia de suprimentos: (A) forma e tempo (B) lugar e posse (C) tempo e posse (D) tempo e lugar (E) forma e posse.
34 Na filosofia/programação de suprimentos just-in-time, a(o) (A) seu caráter de prontidão apresenta a necessidade de altas capacidades de estoques de processamento. (B) tamanho dos lotes e as quantidades de compras são determinados por economias de escala, em detrimento da necessidade imediata. (C) tempo de reposição longo não se constitui um problema. (D) qualidade precária e os defeitos são tolerados no sentido de se manter a prontidão de suprimentos. (E) fornecedor é um parceiro ativo que se encarrega de suprir as necessidades dos clientes, sendo estes tratados como uma extensão da empresa.
35 As necessidades de produtos e componentes de uma manufatura normalmente apresentam amplas variações por diversas razões, como, por exemplo, cancelamento de fornecedores e mudanças na programação de produção, ocasionando uma demanda irregular. Nos casos de demanda irregular, um sistema de MRP (materials requirements planning) inicialmente deve (A) ser impactado por estimativas imprecisas dos níveis de estoques de segurança. (B) efetuar automaticamente a correção dos níveis de estoques mínimo e máximo de forma linear para os itens com demanda irregular. (C) alterar os programas de produção e os parâmetros quantitativos das equipes de fábrica para a realidade de estoques atual e, em seguida, disparar os pedidos de ajustes de estoques para os fornecedores. (D) realizar ajustes nos limites de capacidades dos equipamentos de fábrica e reprogramar a produção. (E) alterar a estrutura dos produtos com reconhecida ocorrência de demanda irregular.
36 A função de cálculo do lote econômico de compras (LEC) é derivada de duas equações. Essas equações são as de custos (A) de estocar e do capital de giro (B) de estocar e do pedido (C) do pedido e do capital de giro (D) do lote e da unidade (E) do capital de giro e de custo médio de estoque.
37 A nova realidade da demanda global e da percepção do consumidor conduziu partes do setor de manufatura para um modelo de negócios que busca reduzir ou eliminar a dependência das previsões por meio do planejamento conjunto e da troca rápida de informações entre os participantes da cadeia de suprimentos. Nesse cenário, o processo de manufatura, de forma geral, inicia-se a partir de uma venda, em detrimento dos antigos sistemas fundamentados na previsão. Além disso, verificam-se processos de produção mais curtos com menos etapas, com um tempo de execução mais rápido e maior potencial de customização para o cliente. Essa nova realidade está mais próxima dos sistemas de produção (A) alavancados (B) empurrados (C) puxados (D) especializados (E) contínua.
38 Os sistemas tradicionais de custeio têm como objetivos principais avaliar de forma acurada os estoques e o custo dos produtos vendidos com foco na produção de informações externas. Todavia, outro sistema se dedica a municiar os gerentes para as decisões estratégicas, com foco na rentabilidade dos produtos e dos clientes. Trata-se do sistema de custos (A) padrões (B) por processo (C) por ordem de produção (D) baseado em atividades (E) controláveis e não controláveis.
39 Considere os números apurados após a venda de uma unidade de produto: Dados: == $ Venda de uma unidade == 10.000 Despesas Variáveis == 6.000 Despesas Fixas == 3.500 Lucro(+)/Prejuízo(-) == 500 A margem de contribuição percentual apurada foi de aproximadamente (A) 5,0% (B) 8,3% (C) 4,3% (D) 60,0% (E) 40,0%.
41 O Comitê de Pronunciamentos Contábeis emitiu o pronunciamento técnico CPC 26 (R1), que define a base para a apresentação das demonstrações contábeis no Brasil. O pronunciamento estabelece requisitos gerais, diretrizes para a sua estrutura e os requisitos mínimos para seu conteúdo. Como parte dessas bases e requisitos, o pronunciamento técnico define o conjunto completo de demonstrações contábeis, que inclui a demonstração (A) do valor adicionado e o balanço social (B) do valor adicionado e as notas explicativas (C) do resultado abrangente do período e o balanço social (D) das mutações do patrimônio líquido do período e o balanço ambiental (E) das origens e aplicações de recursos e as informações comparativas com o período anterior.
42 No que se refere à estrutura de capital de uma entidade, a equação que divide as obrigações financeiras relacionadas ao capital de terceiros pelo patrimônio líquido aponta o grau de (A) imobilização do capital (B) alavancagem financeira (C) endividamento (D) liquidez imediata (E) imobilização de recursos.
43 Quanto aos investimentos realizados em uma entidade por terceiros e pelos acionistas, verifica-se, de forma geral, que o(a) (A) capital de terceiros contribui de forma positiva para o retorno do acionista, quando o custo da dívida supera o retorno proporcionado. (B) capital próprio é mais barato que o capital de terceiros, sob quaisquer circunstâncias. (C) risco assumido pelo financiador externo (capital de terceiros) é maior em relação ao risco assumido pelo financiador interno (capital próprio). (D) capital de terceiros apresenta exigibilidade líquida e certa. (E) taxa de retorno do capital de terceiros investido é incerta.
44 Uma reconhecida sistemática de obtenção de capital de longo prazo relacionada à base de capitais de terceiros no balanço é a(o) (A) emissão de ações ordinárias. (B) emissão de ações preferenciais. (C) retenção de lucros, em que se adia o pagamento de juros sobre o capital. (D) adiamento da distribuição de dividendos. (E) emissão de debêntures não conversíveis.
45 Uma das características dos itens que compõem o capital de giro (circulante) é (A) estarem mais expostos à perda de valor em relação aos itens que compõem o capital fixo (não circulante). (B) oferecerem maior rentabilidade em relação aos itens de capital fixo (não circulante), principalmente na atividade manufatureira. (C) serem de aplicação restrita, já que participam apenas de um ciclo operacional em um determinado período. (D) serem de aplicação restrita, uma vez que seu ciclo se encerra no momento da realização da venda. (E) estarem isentos de ser afetados pelas incertezas do negócio.
46 Para executar uma estratégia de concentração (consolidação) de volumes, o departamento de compras deverá (A) eliminar os riscos de fornecimento. (B) utilizar uma quantidade reduzida de fornecedores. (C) dispensar a manutenção de planos de contingência para o fornecimento. (D) trocar constantemente de fornecedor. (E) terceirizar suas funções.
47 Considere o trecho abaixo. Sachs, como um dos consultores do grupo que assessorou o secretário-geral da Conferência das Nações Unidas de Estocolmo (1972) e a do Rio de Janeiro (1992), vem defendendo desde 1970 a prioridade de uma agenda mundial que contemple a correlação entre pauperismo e crise ambiental nos países do Sul. O texto reflete uma preocupação que, atualmente, é um dos principais pilares do Desenvolvimento Sustentável, em que a noção de crescimento econômico deve levar em consideração a(o) (A) inclusão social e a proteção ambiental. (B) inclusão econômica e o crescimento social. (C) inclusão internacional e mudanças ambientais. (D) crescimento populacional e mudanças climáticas. (E) crescimento industrial e as mudanças sociais.
48 Mesmo que as perspectivas da tomada de decisão racional já existam há décadas, alguns especialistas recentemente chamaram a atenção para um novo enfoque da racionalidade. Esse novo enfoque refere-se ao comprometimento em identificar e utilizar a melhor teoria e informações disponíveis para tomar decisões e tem sido chamado de gestão baseada em (A) alternativas (B) metas (C) problemas (D) contingências (E) evidências.
49 É uma ferramenta de lean manufacturing que auxilia o controle da produção e consiste na utilização de sinais sonoros ou luminosos com o intuito de avisar o operador da ocorrência de uma falha na linha de produção. Essa ferramenta é denominada (A) Andon (B) Kaizen (C) Just-in-time (D) Just-in-sequence (E) Poka-Yoke.
50 Considere uma determinada atividade logística que consiste na transferência de cargas de um veículo maior para veículos de menor capacidade, sem que haja necessidade de armazenamento e que ocorre em um local público (por exemplo, um posto de gasolina, um terreno vazio, às margens de uma rodovia). Esta atividade logística é denominada (A) cross-docking (B) transit point (C) fracionamento (D) transbordo (E) unitização.
51 Considere um método ou ferramenta que avalia a complexidade para a compra de um determinado produto, bem ou serviço e realiza uma comparação com relação ao impacto que este possui no negócio. Tal método ou ferramenta refere-se a (A) Local Sourcing (B) Follow Sourcing (C) Single Sourcing (D) Strategic Sourcing (E) Global Sourcing.
52 Os sistemas de apoio à decisão devem prover um conjunto de capacidades, tais como (A) ser resiliente contra condições temporais mutantes. (B) prescindir do julgamento humano no processo de análise. (C) permitir a fácil execução das análises de sensibilidade. (D) apoiar decisões interdependentes, exceto as sequenciais. (E) evitar sua utilização em ambientes voltados para internet (web).
53 Os sistemas de apoio à decisão possuem um conjunto de componentes mínimos, dentre os quais se identifica(m) (A) a interface com o usuário, que abrange todos os aspectos de interação entre o sistema e seu usuário, e que melhora a operação de outros componentes do SAD. (B) o subsistema baseado em conhecimento, contendo modelos completados e elementos básicos para desenvolver aplicações SAD. (C) o subsistema de gerenciamento de dados, que contém todos os modelos personalizados, os quais fornecem as capacidades analíticas do SAD. (D) o subsistema de gerenciamento de modelos, que oferece a especialização demandada por um problema não estruturado ou semiestruturado. (E) os usuários, que são pessoas envolvidas com o processo de tomada de decisão apoiado pelo SAD e atuantes nesse processo.
54 Das tecnologias computacionais a seguir listadas, quais as diretamente relacionadas ao principal propósito de sistemas de apoio à decisão? (A) Algoritmos Genéticos, Protocolo TCP/IP (B) Escalonamento round robin, Data warehouses (C) Modelagem Estruturada Moderna, Redes neurais artificiais (D) Servidores OLAP, Data Marts (E) Servidores OLTP, Mineração de Dados.
55 A estrutura analítica do projeto (EAP) é figura central na elaboração de um Plano de Gerenciamento de Projeto. Para sua elaboração, o PMBOK 5ª edição indica a utilização de quais “ferramentas ou técnicas”? (A) Decomposição e Opinião especializada (B) Geração de alternativas e Análise do produto (C) Grupos de discussão e Protótipos (D) Análise de documentos e Diagrama de contexto (E) Benchmarking e Mapas mentais.
56 A contratação direta será feita, nos termos da Lei no 13.303/2016, quando houver inviabilidade de competição, em especial na hipótese de contratação de profissionais ou empresas de notória especialização no seguinte serviço técnico especializado: (A) publicidade institucional (B) divulgação de serviços (C) manutenção predial (D) restauração de bens de valor histórico (E) execução de obras vultosas.
57 A Tabela a seguir apresenta a distribuição de atropelamentos numa cidade, com vítimas fatais e não fatais, segundo o grupo etário, no período de 1 ano. Grupo Etário == Vítimas Fatais (%) == Vítimas não fatais (%) 1 a 14 anos - Infância == 7,9 == 18,4 15 a 29 anos - Juventude == 20,1 == 24,5 30 a 44 anos - Meia idade == 39,8 == 19,4 45 a 59 anos - Maturidade == 18,5 == 11,2 60 ou mais - Terceira idade == 13,7 == 26,5 Se Q1, Q2 e Q3 são respectivamente o 1o quartil, a mediana e o 3o quartil, então Q1, Q2 e Q3 das vítimas fatais nos atropelamentos, numa ordenação por grupo etário, se encontram, respectivamente, nas faixas etárias (A) infância, meia idade, maturidade (B) infância, meia idade, terceira idade (C) infância, maturidade, terceira idade (D) juventude, meia idade, maturidade (E) juventude, maturidade, terceira idade.
58 Um consultor foi contratado por uma empresa de médio porte que atua no setor de transportes e tem enfrentado alguns desafios em sua reestruturação para fazer frente ao novo cenário que está surgindo nesse mercado. O consultor, após fazer a análise da empresa e comparar com o cenário do ambiente em que ela atua, indicou algumas linhas de ação para que essa empresa tenha um novo posicionamento de mercado. O trabalho realizado pelo consultor está associado à (A) atualização da missão da empresa, que tem como objetivo a identificação dos seus pontos fortes. (B) identificação da política da empresa, em que fica estabelecida a razão de sua existência no mercado. (C) elaboração do planejamento estratégico, com a análise do ambiente interno da organização e do macroambiente. (D) caracterização da estrutura da empresa, que tem como objetivo definir a direção que ela deseja seguir. (E) definição dos valores da empresa, que se constituem nos resultados que a empresa pretende atingir.
59 Um executivo de uma grande empresa do setor de combustíveis tem uma reunião com um de seus fornecedores para negociar as condições de um novo lote de suprimentos. Para isso está fazendo um levantamento referente ao histórico dos últimos cinco anos do relacionamento entre as empresas. Identificou que, em alguns momentos, o fornecedor não cumpriu os termos de acordos estabelecidos em negociações de fornecimento. Os termos dos acordos que não foram cumpridos se referem a prazos e qualidade dos itens fornecidos. Essas falhas provocaram alguns atritos entre as partes, chegando quase à interrupção da parceria que havia entre as empresas. Diante da situação acima exposta, constata-se que (A) o conflito deve ser evitado, já que não há possibilidade de, a partir dele, serem implementadas ações que possam resultar em maior produtividade e desenvolvimento da empresa. (B) o conflito existente é decorrente de um choque de cultura e valores diferentes entre cliente e fornecedor, já que é comum que prazos não sejam cumpridos. (C) o atrito entre as partes não gerou um conflito, já que não houve o rompimento definitivo entre as empresas, e o executivo deseja manter o relacionamento com esse fornecedor. (D) a identificação do conflito pode ser positiva, porque pode estimular as pessoas e os grupos envolvidos a resolverem os problemas apresentados, adotando ações corretivas. (E) há um conflito de ordem pessoal, tendo em vista que o executivo da empresa procurou aspectos negativos de acordos anteriores para tirar vantagem em uma nova negociação com o fornecedor.
60 As negociações são constantes no mundo dos negócios, nos relacionamentos diários e em tantas outras situações que nem se percebe a importância desse processo. Uma negociação se caracteriza por ser um processo que (A) deve conduzir a um acordo que proporcione resultados que atendam aos interesses das partes e que sejam satisfatórios e colaborativos. (B) deve atender ao interesse individual da parte que tem maior poder de barganha no processo. (C) desconsidera os conflitos de interesse, já que o processo, em si, tem como objetivo identificar a melhor solução para as partes envolvidas. (D) é unidirecional, devendo abordar uma única área de interesse, já que a manutenção do foco na solução é o objetivo desse processo. (E) requer uma pesquisa documental rigorosa, para que a comunicação possa ser negligenciada, tendo em vista os conflitos que a comunicação gera, por diferenças de interpretação.
61 O ambiente organizacional tem-se tornado cada vez mais complexo e competitivo, obrigando as empresas a se reposicionarem no mercado, a alterarem suas estruturas, formas de produção e tantas outras variáveis que possibilitam às organizações a consecução de seus objetivos. Porém, para que tudo isso seja possível, é necessário que a empresa tenha estratégias e planos definidos para o desenvolvimento de seus recursos humanos. Um dos instrumentos que apoiam a gestão da empresa para o desenvolvimento de seus recursos humanos é a(o) (A) Gestão do Capital Humano, em que se estabelecem políticas de fidelização para os empregados, estreitando o relacionamento destes através de campanhas que visam à comunicação interna e às políticas de benefícios e incentivos. (B) Gestão por competência, que auxilia a mensuração dos progressos das empresas rumo às suas metas de longo prazo, a partir da tradução da estratégia em objetivos, indicadores, metas e iniciativas estratégicas. (C) Gestão do Conhecimento, que é o conjunto de processos e sistemas que permitem procurar, selecionar, analisar e sintetizar criticamente, de forma sistematizada e racional, as informações disponíveis, possibilitando assim a disseminação do conhecimento. (D) Programa de Recompensas, que se refere ao potencial que a empresa concentra — por meio de conhecimentos, experiências e habilidades dos seus funcionários — para impulsionar o resultado em ganho financeiro. (E) Balanced Score Card, que permite à empresa mapear as capacidades existentes na organização, sejam elas técnicas, comportamentais ou conceituais, alocando as pessoas aos cargos que possibilitam seu melhor desempenho.
62 No contexto organizacional, existe um consenso de que o diferencial da empresa está intimamente ligado ao elemento humano, sendo este um fator crítico de sucesso. Fatores críticos de sucesso são aqueles que (A) possibilitam à empresa demonstrar ao mercado os seus aspectos técnicos e conceituais representados em seus indicadores de desempenho econômico- -financeiro. (B) explicitam o conhecimento existente na empresa e é encontrado em manuais, livros e registros diversos, expressando o seu know-how. (C) influenciam diretamente a cultura do indivíduo após este ser admitido na empresa, e, como consequência, têm o seu comportamento profissional e pessoal modificado. (D) asseguram um desempenho competitivo de sucesso para a organização, representando as áreas-chave em que tudo deve dar certo para que o negócio tenha vantagem competitiva. (E) representam os recursos indispensáveis ao processo produtivo de bens materiais, oferecidos pela empresa ao mercado, e são conhecidos também como capacidade empresarial.
63 Uma empresa, fabricante de cosméticos, quer implementar algumas práticas de responsabilidade socioambiental. A empresa age dessa forma para antecipar-se à forte tendência existente no mercado, que pressiona as empresas desse setor para que adotem ações compatíveis com essas práticas. Uma prática que a empresa pode implementar com esse objetivo é (A) atender aos aspectos legais no que se refere à proteção ambiental, já que os demais aspectos do negócio não interferem nas práticas de sustentabilidade organizacional. (B) cumprir os acordos comerciais estabelecidos com os clientes, já que dessa forma será mantido o vínculo de longo prazo com a empresa, mantendo assim a sustentabilidade do negócio. (C) adquirir somente produtos e serviços que sejam fornecidos por empresas que observem os padrões éticos e de respeito aos empregados, tendo em vista que a sustentabilidade deve ser garantida ao longo de todo o processo produtivo. (D) obter certificações internacionais para seu sistema de qualidade, com o objetivo de atender aos requisitos de seus clientes, mantendo assim a sua capacidade de exportação e sustentabilidade do negócio. (E) contratar um profissional de marketing para que divulgue, com profissionalismo, em seu Relatório Anual, todas as atividades que foram realizadas pela empresa e que tiveram um resultado positivo.
64 Uma empresa que presta serviços educacionais, avaliando a estrutura organizacional que mantém para realizar suas atividades e atingir seus objetivos, observou que precisava dar uma conformação diferente à existente para se tornar mais eficiente. Para isso, gostaria de implantar uma nova estrutura, em que houvesse maior orientação para os resultados e ênfase na interdependência entre os departamentos, tendo em vista que a empresa atua em ambiente complexo e altamente competitivo. Para satisfazer às emergentes necessidades organizacionais — especialização em suas atividades e na coordenação de seus recursos, com as pessoas permanecendo vinculadas às suas respectivas unidades funcionais, porém movimentando-se na organização para desenvolver os projetos nos quais suas habilidades e conhecimentos sejam necessários —, a estrutura que se adequa a esses objetivos é a (A) Linear, tendo em vista que, nessa conformação, os recursos estão organizados em departamentos, havendo duplicidade de comando e descentralização das decisões. (B) Matricial, que é uma estrutura que destaca a interdependência entre as áreas e atende às necessidades de coordenação e de especialização, com maior descentralização de autoridade. (C) Funcional, que é uma estrutura que possui linhas diretas e únicas de responsabilidade entre superior e subordinados, caracterizando assim a unidade de comando, o que contribui positivamente para maior eficiência. (D) Divisional, estrutura na qual não há o conceito de hierarquia formal e o trabalho é feito em equipe, trabalhando cooperativamente para que as atividades sejam realizadas mais rapidamente. (E) Rede, que é a estrutura característica das empresas que trabalham com diferentes mercados e uma carteira de clientes variada, sendo formada por divisões separadas e autossuficientes.
65 O diretor de operações de uma empresa do setor de serviços tem percebido que seu desempenho está abaixo do esperado e, para informar-se melhor disso, elaborou uma pesquisa de satisfação, que será realizada com seus clientes. Além dessa pesquisa, também elaborou uma carta de controle para acompanhamento de seus processos. Seu objetivo é identificar os processos em que há maior nível de insatisfação de seus clientes e quais desses processos apresentam maior frequência de resultados fora dos padrões estabelecidos. Esse diretor de operações, ao escolher esses dois instrumentos para a avaliação do desempenho da empresa e de posse dos resultados, deverá (A) rever seu planejamento estratégico, já que as ações ali planejadas não surtiram o efeito esperado. (B) identificar os gaps de seus processos e adotar as ações corretivas necessárias, procurando atender às expectativas de seus clientes. (C) alterar a política da empresa, já que esta é associada, diretamente, pelos clientes, ao seu propósito, e este não está sendo cumprido, tendo em vista seu desempenho abaixo do esperado. (D) criar uma área de atendimento ao cliente, possibilitando a resolução dos problemas que aparecem, pontualmente, melhorando assim o relacionamento empresa-cliente. (E) substituir as pessoas responsáveis pelos processos, os quais têm maior índice de insatisfação dos clientes.
66 Uma empresa está preocupada com a alta rotatividade de funcionários que tem ocorrido ao longo dos últimos três anos. Para diminuir o efeito da falta de uma política de Recursos Humanos que possibilite a manutenção de seu quadro de empregados, a empresa pensou em elaborar um plano de cargos e salários. O plano de cargos e salários é importante porque (A) permite que a empresa estabeleça os salários que os empregados terão vinculado ao tempo em que lá permanecerem, facilitando dessa forma a criação de uma política de recursos humanos. (B) permite que a empresa direcione cada empregado para a carreira necessária dentro da estrutura organizacional existente. (C) é um instrumento de gestão que tem como objetivo motivar os empregados, apresentando a remuneração que eles terão ao longo do tempo de sua permanência na empresa. (D) comunica, de maneira eficaz, aos empregados, a trilha a ser percorrida para que ele consiga desenvolver- -se dentro da empresa. (E) demonstra os salários de todos os empregados da empresa, eliminando a possibilidade de conflitos decorrentes de diferenças salariais, e garantindo a transparência do processo.
67 Uma empresa baseada no conhecimento reconhece que este elemento — o conhecimento — é um recurso estratégico. Para tirar o máximo proveito do que isto pode representar em sua gestão e na melhoria de sua competitividade, adota modos diferentes de conversão do conhecimento, com o objetivo de torná-lo disponível na organização. Um dos processos utilizados para a conversão do conhecimento na organização é a (A) combinação, que é um processo de compartilhamento de experiências e, a partir daí, a criação do conhecimento tácito. (B) externalização, que se constitui em um processo de transformação do conhecimento tácito em conhecimento explícito. (C) socialização, que é um processo de composição de conceitos, que envolve a integração de conjuntos diferentes de conhecimento explícito, em um sistema de conhecimento. (D) adaptação, que é o conhecimento organizacional gerado pelas redes informais e auto-organizadas para sua evolução. (E) internalização, que é o processo de ampliação do conhecimento explícito realizado pelo próprio funcionário, e que possibilita o compartilhamento, com o ambiente externo, dos conhecimentos existentes internamente.
68 A adoção de ações de sustentabilidade por uma empresa tem a capacidade de mudar de forma positiva a imagem dela junto ao público, de maneira geral. É um exemplo de ação de sustentabilidade empresarial o(a) (A) patrocínio de projetos que visem ao desenvolvimento educacional e cultural da comunidade em que a empresa está inserida. (B) oferecimento de produtos mais baratos no mercado, utilizando mão de obra autônoma, diminuindo os custos de produção, já que a empresa se desobriga dos encargos trabalhistas. (C) descarte de esgoto ou resíduos químicos em rios ou córregos próximos à empresa para diminuir os deslocamentos e possibilidade de acidentes. (D) reserva de uma área, dentro da própria empresa, para descartar produtos químicos ou outros poluentes gerados no processo produtivo, evitando a contaminação de áreas externas. (E) utilização predominante, nos processos de produção, de fontes de energia derivadas de combustíveis fósseis porque são renováveis.
69 Um executivo, recém-contratado em uma empresa que atua na área de serviços, foi nomeado para fazer o monitoramento das ações a serem realizadas, pelas diferentes áreas da organização, naquele ano. As ações a serem monitoradas são aquelas que foram estabelecidas com base no planejamento estratégico da empresa. O executivo, para realizar a atividade para a qual foi designado, solicitou a cada uma das áreas da organização que desenvolvesse o seu plano de ação. Plano de ação é um documento (A) que representa o esforço temporário a ser realizado por cada área da empresa para criar um produto ou serviço exclusivo, e que tem como característica o desenvolvimento das atividades por etapas, com evolução progressiva, possibilitando assim o seu monitoramento. (B) onde estão identificados os pontos fortes e fracos da empresa, as ameaças e oportunidades existentes no mercado, e os novos produtos e serviços que serão ofertados pela empresa, para que o monitoramento desses elementos sirva de base para a revisão do planejamento estratégico. (C) onde são estabelecidas as ações preventivas, preditivas e reativas, de acordo com a estrutura estratégica realizada pela empresa e que ajudará a controlar uma situação de emergência e a minimizar as suas consequências negativas, controle este que será possibilitado pelo monitoramento. (D) utilizado para o controle e melhoria contínua de processos e produtos, onde devem estar descritos seus quatro elementos básicos: o trabalho a ser realizado; a efetivação do trabalho planejado; a identificação dos gaps entre o realizado e o que foi planejado; e as ações corretivas para os problemas que possam ocorrer na execução das atividades. (E) utilizado para fazer um planejamento de trabalho necessário para atingimento dos resultados desejados ou na resolução de problemas, com informações como objetivos, ações e responsáveis com suas respectivas datas de entregas, o que possibilita o monitoramento das atividades realizadas.
70 Um estudante de Administração está fazendo uma pesquisa sobre as empresas nas quais gostaria de trabalhar. Ele é um indivíduo bastante espontâneo, inteligente, curioso e com grande potencial de desenvolvimento. Conversando com seus colegas sobre as empresas que havia pesquisado, e suas intenções, um deles observou que algumas empresas listadas por ele apresentavam uma cultura que talvez não fosse adequada para o seu estilo e objetivos profissionais. Pensando nesse comentário, ele foi pesquisar mais sobre os tipos de cultura que podem existir nas organizações e identificou que gostaria de trabalhar em uma empresa onde pudesse pesquisar, conversar sobre diversos conhecimentos e gerar ideias, onde o ambiente fosse agradável e que houvesse uma visão clara e de longo prazo permeando a organização. Com base nessas informações, conclui-se que esse estudante deseja trabalhar em uma organização cuja cultura seja de (A) Inovação (B) Pessoas (C) Tarefas (D) Funções (E) Poder.
Report abuse Terms of use
We use cookies to personalize your experience. If you continue browsing you will be accepting its use. More information.